Claro que não posso falar em nome de uma nação. Mas a idéia deste título é demonstrar que não esqueço minhas origens e me alegro também com a alegria dos portugueses – cuja língua eu também falo e, portanto, sinto-me da mesma pátria.

Reconheço que a Espanha, com seu futebol fluente e vistoso, deve ser considerada favorita, mas neste Mundial ainda não enfrentou uma equipe tão forte como Portugal, que pode nãos ser tão ofensiva, mas é sólida na defesa e tem, lá na frente, um jogador bem melhor do que qualquer atacante espanhol, que é Cristiano Ronaldo.

Assim, sou mesmo português no jogo das 15h30m, pois, além de tudo, seria um orgulho para nosso idioma ter dois países que o falam entre os oito finalistas de uma Copa do Mundo – um fato inédito, ora pois.

E você, também torcerá por Cristina Ronaldo & Cia, ou ficará com os badalados espanhóis?