No futebol, mais do que nas eleições políticas, a voz do povo é a voz de Deus. E a contusão de Paulo Henrique Ganso fez crescer o clamor dos santistas pelo meia ofensivo Alan Patrick, com ótimas atuações nos times de base do Santos, mas ainda não teve uma real oportunidade entre os profissionais.

Nesta semana Luís Álvaro de Oliveira recusou uma proposta do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, de 7 milhões de euros pelo jogador que é considerado o substituto natural do Ganso. Deste valor, metade, ou R$ 7,25 milhões, ficariam na Vila Belmiro.

Alan Patrick Lourenço tem 19 anos e quatro meses. Nasceu em Catanduva, São Paulo, em 13 de maio de 1991. Habilidoso, dribla e passa bem, além de marcar gols. Foi um dos destaques do Santos na Copa São Paulo deste ano, na campanha que deu o vice-campeonato ao time (perdeu a afinal para o São Paulo, na disputa de pênaltis).

Físico de 1,77m e 68 quilos, Alan Patrick tem feito trabalho de musculação para ganhar mais massa muscular. Pouco aproveitado por Dorival Junior até agora – o que é compreensível, pois os titulares eram muito bons –, o meia deverá ter mais chances de jogar neste segundo semestre, devido às saídas de Robinho e Wesley e o afastamento de Paulo Henrique Ganso.

Selecionei um vídeo do YouTube com alguns lances e gols de Alan Patrick. Peço que o assista com atenção e responda se o meia deve ter oportunidades no time a partir de hoje, contra o Goiás, ou ainda é cedo para lançá-lo entre os profissionais.