Sem Robinho, Neymar e Wesley o Santos é um time comum, quase medíocre…

Danilo não tem pedigree para ser titular, muito menos Breitner…

Madson e Marquinhos pioraram e Marcel continua tão paradão como sempre…

Por mais espaço que tenha para jogar, Pará faz muito pouco…

Arouca e Paulo Henrique Ganso, sozinhos, não conseguirão dar um bom padrão de jogo ao meio-campo…

Felipe não tem mais clima para ser goleiro e nem inspira confiança…

Maranhão num dá…

Rodriguinho num dá…

Se alguém ao menos lutou do começo ao fim, foi Zé Eduardo.

Praticamente fora da Copa Sul-americana, o Santos também se despede prematuramente da briga pelo título brasileiro. O sonho da tríplice coroa durou três dias.

Agora, como se temia, o time tentará não ser rebaixado no Brasileiro.

Uma pergunta que não quer calar: Se já se sabia que Robinho voltaria para o Manchester City, André iria para o Dínamo de Kiev e Wesley estava indo para o Werder Bremen, por que a diretoria não se mexeu para reforçar o time?

E você, o que achou do jogo contra o Vitória e o que espera do Santos neste segundo semestre? Acha quer ainda dá para brigar pelo título, ou o time vai se arrastar até o final do ano?