Goebbles, um mestre do jornalismo?

O caso de Neymar deixou claro que a filosofia do chefe da propaganda nazista, Joseph Goebbels, é seguida à risca por boa parte dos jornalistas esportivos brasileiros especializados em futebol.

Goebbels, que vendeu a imagem de Adolf Hitler como deus e ao mesmo tempo demonizou o povo judeu, ficou famoso pela frase:

“De tanto se repetir uma mentira, ela acaba se transformando em verdade”.

É isso que muitos jornalistas, principalmente os dedicados a futebol e política, fazem o tempo todo. No caso de Neymar, insistiram que o garoto é malcriado e incorrigível. Em dois jogos o craque santista calou os críticos e mostrou que pode ter vivido um momento de instabilidade, natural pelas circunstâncias, mas continua sendo um craque, um cara do bem, e pode, sim, ter um comportamento exemplar, ao contrário de seus críticos.

Você teria outra frase para definir a atuação da imprensa no caso Neymar?