Santos é um clube diferente, no qual os garotos da base já ficam famosos antes de estrear no time profissional. A tradição faz a torcida apostar em meninos que um dia poderão ser um Robinho, um Neymar, um Edu, um Clodoaldo… O nome da vez é Tiago Alves. Ele foi considerado o melhor jogador da Supercopa de Futebol Júnior, vencida pelo Alvinegro Praiano. Mas, com apenas 17 anos, será que ele tem estrutura para conseguir jogar bem entre os profissionais?

Especialistas acham que não. Para eles, Tiago Alves ainda não tem corpo para enfrentar o futebol profissional. Se bem que falavam o mesmo de Robinho e Neymar, lembram-se?

Natural do Pará, assim como Giovanni e Paulo Henrique Ganso, Tiago Alves Sales nasceu em 12 de janeiro de 1993 em São João do Araguaia, cidade a oito horas de carro de Belém, na fronteira do Pará com o Tocantins. Começou a jogar no Remo, em Belém, e foi trazido para o Santos no início de 2009.

Em princípio na reserva, Tiago costumava se sair bem quando entrava na partida e teve boas atuações no Campeonato Paulista Sub-17, na Punta Cup e na Taça BH de Juniores. Determinado, com um estilo que mistura explosão, técnica e velocidade, ele tem sido lembrado pelos torcedores como um nome certo para jogar ao lado de seu amigo e ídolo Neymar na equipe principal do Santos.

Dorival Junior pensa em utiliza-lo, mas não agora. Quando teve a oportunidade de fazê-lo, na partida contra o Grêmio Prudente, preferiu completar a delegação santista com os jovens Alan Santos, Rafael Caldeira, Dimba e Paulo Henrique.

É um mistério porque tanto o técnico Narciso, como seu auxiliar Abel, insistem em manter Tiago na reserva dos juniores, e porque Dorival já não o chamou para treinar com os profissionais. Para o torcedor não há qualquer dúvida quanto às qualidades excepcionais do garoto, que joga em linha reta para o gol adversário, é rápido, dribla e chuta bem.

Tiago, que mora em frente ao estádio da Vila Belmiro, no mesmo prédio em que Neymar morou, forma ótima dupla nos juniores com o meia Felipe Anderson, a quem considera, mais do que um amigo, um craque: “O Felipe joga demais, com grande facilidade. É bastante frio durante as partidas também, um homem de gelo”, diz ele.

De tanta insistência de seus treinadores, o canhoto Tiago tem treinado chutes com a perna direita e ficou feliz ao marcar dois gols com essa perna na Supercopa Paulista. Mesmo conhecendo de vista, ele nunca falou com Paulo Henrique Ganso ou com o técnico Dorival Junior. Mas está ansioso: “Quero chegar ao time principal. Quando aparecer uma chance, vou agarrá-la com unhas e dentes”, promete.

Quarta-feira ele jogará contra o Avaí pelo Torneio Sub-23

Quarta-feira começa um torneio idealizado por José Carlos Peres e organizado pela Traffic que reunirá dez equipes: as quatro grandes de São Paulo, as quatro grandes do Rio, Internacional e Avaí. A idéia é de que os jogos sejam realizados nas preliminares das partidas do Campeonato Brasileiro. O Santos estréia quarta-feira, na Vila Belmiro, contra o Avaí e Tiago já está escalado. Imagino como aumentará a pressão sobre a diretoria e o técnico Dorival Junior para promovê-lo caso Tiago faça uma grande partida, coisa que os novatos Zezinho e Breitner não estão conseguindo no time profissional.

A seguir, um vídeo-entrevista com Tiago Alves produzido pelos craques da SantosTV. Perceba que ele pensa grande. Note que na entrevista ele diz (2m26s), que não quer ser mais um no Santos, mas sim deixar o nome dele na história do clube.

E você, acha que chegou a hora de promover Tiago Alves entre os profissionais, ou é melhor esperar até o ano que vem?