Felipe Anderson, Alan Patrick e Neymar – este é o trio que o santista quer ver

Hoje, às 16 horas, o Santos faz um clássico paulista na Vila Belmiro, onde se costuma se dar bem contra os times da Capital. Mas desta vez não dá para dizer que é favorito. O adversário é o Palmeiras, o único time que leva vantagem contra o Santos jogando no Urbano Caldeira, e que venceu os dois últimos jogos que fez lá: 3 a 1 no Brasileiro do ano passado e 4 a 3 no paulista deste ano.

Nas 93 partidas jogadas na Vila Belmiro entre ambos, o Palmeiras tem um saldo de cinco vitórias, pois venceu 41 e perdeu 36, além de 16 empates. Não bastasse o retrospecto histórico, o time da origem italiana vem de três vitórias consecutivas no Brasileiro e já empatou com o Santos em pontos ganhos, ambos têm 38, e o Alvinegro só está à frente pelo número de vitórias (11 contra 9).

Do meio de campo para a frente o Palmeiras é um time mais ajustado, e no banco também tem um técnico bem mais conceituado e experiente, que é o Luiz Felipe Scolari. A vantagem do Santos é jogar em casa, mas com a fase irregular do time e o alto preço dos ingressos, teme-se que a pressão da torcida nem será das maiores.

Outra arma santista é Neymar, o craque do time, que não deverá ter uma marcação especial – ao menos foi o que assegurou o técnico palmeirense. Por fim, o Santos imprime um ritmo bem mais veloz ao jogo quando atua na Vila e isso costuma atrapalhar os adversários.

Felipe Anderson pode estrear hoje

A volta de Zé Eduardo ao ataque, ao lado de Marcel e Neymar, pode dar ao time o mesmo poder ofensivo demonstrado na bela vitória sobre o Cruzeiro. Outra novidade é a presença no banco de reservas do garoto Felipe Anderson, 17 anos, que pela primeira vez poderá entrar em um jogo profissional.

O torcedor santista, que ainda tem esperanças de ver o time jogando este ano como a mesma volúpia de gol do primeiro semestre, adoraria ver Felipe Anderson e Alan Patrick jogando ao lado de Neymar esta tarde, mas o técnico Marcelo Martelotte dificilmente satisfará essa vontade.

O time provável do Santos é Rafael, Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo; Roberto Brum, Arouca e Marquinhos e Zé Eduardo; Marcel e Neymar. Acho bem provável que Pará, Alex Sandro e Alan Patrick entrem no transcorrer da partida.

O Palmeiras, cujo poderia ofensivo está nas arrancadas de Kléber e as cobranças de falta do ex-santista marcos Assunção, deverá iniciar o jogo com Deola, Vitor, Maurício Ramos, Danilo e Gabriel Silva; Edinho (ou Pierre), Marcos Assunção, Márcio Araújo e Valdívia; Luan e Kléber.

No papel, não dá para deixar de reconhecer que o Palmeiras tem um time mais experiente e, no momento, mais equilibrado. O Santos tem a juventude e a magia da Vila a seu favor. O que você acha que poderá acontecer neste clássico?