Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Month: novembro 2010 (page 1 of 14)

Vem ser feliz Elano! Bem-vindo de volta à sua casa, Menino!


Elano voltou, como Robinho. Um dia todos os Meninos estarão juntos de novo?

Que Elano seria viria para o Santos já estava decidido. Mas os diretores do Galatasaray e a diretoria do Santos continuaram discutindo as condições e valores, até que se chegaram a um acordo aparentemente decisivo para a transferência de Elano para a Vila Belmiro: o jogador foi vendido ao Santos por 2,9 milhões de euros, mais 1,5 milhão de euros em salários atrasados que entraram na negociação. Elano assina contrato com o Santos até o dia 31 de dezembro de 2012.

A mudança deste texto para o último que postei no blog é que Elano não virá por empréstimo, mas teve o passe comprado pelo Santos. O detalhe é que se ele for vendido até dezembro de 2012, metade do valor arrecadado será do Galatasaray.

Estas informações foram dadas pelos próprios diretores do Galatasaray que participaram das negociações com os diretores de futebol do Santos e publicadas imediatamente no site do jornal de esportes Fanatik, um dos mais lidos da Turquia.

Em seu twitter, Elano desabafou: Galera! to voltando pra casa !!fechado! santosssss… muito felizzz…grande abraço para todos santistas

Em homenagem à volta de Elano, pegue uma bebidinha e cante com Lulu Santos:

Ter Elano por 2,9 milhões até o final de 2012 me parece um ótimo negócio, pois ainda sobra dinheiro para outras contratações. O que você acha?


Por seis milhões de euros, Elano chega em janeiro ao Santos


O Menino voltou. Elano retorna ao mesmo time do amigo Léo, Ganso, Neymar…

A notícia já está nos principais jornais esportivos da Turquia. Após difíceis negociações, que duraram todo o final de semana, e pressionada pela derrota do Galatasaray para o Besiktas, por 2 a 1 – que aumentou a revolta da torcida – a diretoria do Galatasaray resolveu ceder à proposta do Santos e ao pedido de Elano e aceitar sua transferência para o Alvinegro Praiano por seis milhões de euros.

Os dirigentes turcos, que pagaram 11 milhões de euros pelo passe de Elano ao Manchester City, queriam conseguir ao menos oito milhões do Santos, mas a péssima fase do grande time de Istambul (décimo colocado no campeonato nacional) e a revolta da torcida, ajudaram na decisão de liberá-lo.

Nesta madrugada conversei com Pedro Nunes, diretor de futebol do Santos, que está em Istambul, para saber como andavam as negociações, e ele só me respondeu que “estavam difíceis, mas estamos otimistas”. Como o Santos só anuncia uma nova contratação através de sua assessoria de imprensa, creio que isto já está sendo planejado.

Um dos primeiros a dar a notícia para a imprensa foi Gheorhe Hagi, técnico do Galatasaray. “Elano retornou ao Santos”, disse ele. Havia ainda o interesse da Internazionale de Milão e, mais distante, do Flamengo, mas Elano já vinha afirmando que preferia voltar para o Santos, clube que o projetou internacionalmente com os títulos brasileiros de 2002 e 2004.

O jogador que é considerado um dos maiores curingas do futebol brasileiro e vinha fazendo uma boa Copa do Mundo até se machucar, deve ser incorporado ao elenco do Santos em janeiro. Boa parte do dinheiro que será usado em sua contratação deverá vir da venda de Zé Eduardo, a ser negociado para o exterior por cinco milhões de euros.

A notícia da vinda de Elano não é novidade para os leitores deste blog. Reveja matéria publicada no domingo sobre o mesmo assunto:

Elano quer vir para o Santos

Curta alguns grandes momentos de Elano:

Nem preciso perguntar se você gostou da contratação de Elano. O que esperar dele no Santos? Quem mais falta para o Santos ter um time capaz de ganhar a Copa Libertadores?


“Ranking do século” da IFFHS não espera a década acabar e nem o Mundial da Fifa. Santos é o terceiro do Brasil


Ganhar dois títulos brasileiros “sem entrega” não é fácil, meu irmão…

A IFFHS (Federação de História e Estatística do Futebol), na Alemanha, acaba de divulgar um “ranking do século XXI” liderado pelo Barcelona, que é seguido por Manchester, Liverpool, Arsenal e Inter de Milão. O primeiro sul-americano é o Boca Juniors, em décimo, e o primeiro brasileiro é o São Paulo, 12º.

O Santos aparece em terceiro lugar entre os brasileiros, na 26ª posição, três atrás do Cruzeiro. O Internacional de Porto Alegre, que já foi bicampeão da Libertadores e pode chegar ao seu segundo título mundial na década, é apenas o quarto, na 38ª posição… Bem, aí é que eu acho que o pessoal da IFFHS está trocando os pés pelas mãos.

Provavelmente a turma da IFFHS está para entrar de férias, pois nem esperou o Mundial de Clubes da Fifa para divulgar um ranking que, na verdade, é apenas o da primeira década do século XXI. Mais um título mundial do Internacional, por exemplo, e este passa a ser, disparado, não só o melhor brasileiro, mas o melhor sul-americano no período, figurando entre os top tem do planeta.

Na verdade, mesmo sem o Mundial, para mim o Inter já é o melhor brasileiro da década, pois ganhou duas Libertadores e um Mundial, contra uma Libertadores e um Mundial do São Paulo.

Não entendo, também, porque o Santos ficaria atrás do Cruzeiro. O time de Minas foi vice da Libertadores em 2009, da mesma forma que o Santos foi vice em 2003. A conquista mais importante do Cruzeiro no período foi o Campeonato Brasileiro de 2003, enquanto o Santos foi duas vezes campeão brasileiro: em 2002 e 2004.

Faltam um mês e um Mundial para o fim da década

E a década não termina enquanto o ano não acaba, obviamente. Não entendi essa divulgação precipitada da entidade sediada na Alemanha que vive de colaboradores do mundo inteiro. Eles parecem se preocupar com todos os números e estatísticas que envolvem o futebol, menos com os mais importantes: as datas.

A sétima edição da Copa do Mundo de Clubes da Fifa de 2010 será disputada de 8 a 18 de dezembro em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. O Internacional é o representante sul-americano e tem boas possibilidades de chegar ao título, que deverá decidir com a Internazionale de Milão, campeã da Liga dos Campeões da Europa.

E ainda há campeonatos nacionais a serem finalizados, como o Brasileiro, cujo resultado certamente mudará qualquer ranking sério que se faça. Se o Cruzeiro vencer, por exemplo, concordo que deva permanecer à frente do Santos. Da mesma forma que o título para Fluminense ou Corinthians deverá alterar suas classificações.

Pelo ranking “do século” da IFFHS o Corinthians é o sétimo brasileiro, na 59ª posição; enquanto o Fluminense é o oitavo, na 64ª posição. O título deste ano certamente faria o Fluminense ultrapassar não só o alvinegro paulistano, como também Flamengo e Grêmio, subindo para a quinta posição entre os times brasileiros desta década.

Confira os dez brasileiros no “ranking do século” da IFFHS

1 – 12º. São Paulo – 1909 pontos
2 – 23º. Cruzeiro – 1592 pontos
3 – 26º. Santos – 1539 pontos
4 – 38º. Inter – 1429 pontos
5 – 54º. Grêmio – 1313 pontos
6 – 56º. Flamengo – 1310 pontos
7 – 59º. Corinthians – 1298 pontos
8 – 64º. Fluminense – 1261 pontos
9 – 88º. Palmeiras – 1080 pontos
10 – 103º. Atlético-PR – 1012 pontos

Reveja um título brasileiro que vale mais do que um Mundial: o de 2002, conseguido em cima do time do presidente:

Você acha que dá para levar a sério um “ranking do século” que é divulgado sem esperar o fim da década e o Mundial da Fifa?


Por falar em entregada… Lembremos da pior de todas

Já que entregar jogo está na moda, não poderia deixar de lembrar uma das maiores entregadas acontecidas no futebol brasileiro nos últimos tempos.

Jogava-se o Campeonato Paulista de 2003, competição que o Santos iniciou como maior favorito, pois no final de 2002 se tornara campeão brasileiro.

Mas no Paulista o Santos foi surpreendido pela Portuguesa Santista, treinada por Pepe, e ficou da dependência do último jogo, entre São Paulo e Santo André, no Morumbi.

Mas as chances do Santos ainda eram boas, pois bastava que um dos times ganhasse a partida e ele se classificaria para as quartas de final. Só o empate desclassificaria o Alvinegro Praiano.

O São Paulo era mais time do que o Santo André e, jogando no Morumbi, fez 2 a 0 ainda no primeiro tempo. O jogo estava tranqüilo para o tricolor.

Mas havia um detalhe que não foi esquecido: o empate classificaria tanto o São Paulo como o Santo André e ainda por cima desclassificaria o Santos.

Então, o que o São Paulo tratou de fazer? Um doce para quem adivinhar. É claro que começou a fazer força para que o Santo André empatasse.

No primeiro gol do Santo André a defesa do São Paulo, propositalmente, colocou-se tão mal, que deixou apenas um defensor contra quatro atacantes do time do ABC.

Mas um gol só não bastava, e por isso a defesa são-paulina continuou trabalhando a favor do adversário.

No gol de empate, um jogador do São Paulo faz um pênalti, mas o juiz não dá. Então, o zagueiro são-paulino dá um passe para o atacante do Santo André (não é força de expressão, não, veja que ele deu um passe mesmo, e no pé).

Na conclusão do lance, Rogério Ceni pula atrasado e só toca na bola quando ela já está dentro do gol.

Depois, é claro, não houve mais jogo e o São Paulo teve o privilégio de ficar tocando a bola até o final, sem ser pressionado pelo adversário.

Para mim, esta entregada, que merece ficar na história – realizada no domingo, 23 de fevereiro de 2003, em partida iniciada às 16 horas, no Morumbi – foi uma das mais vergonhosas do nosso futebol.

O engraçado é que os protestos foram poucos e logo abafados. Lembro-me que Kiko Zambianchi criticou essa entregada no programa “Bem, Amigos”, mas foi cortado abruptamente por Galvão Bueno.

Ou seja: se este tipo de comportamento já tivesse sido criticado com mais veemência no início de 2003, talvez não tivesse se tornado tão comum no futebol brasileiro.

Reveja agora a entregada do São Paulo para o Santo André em 2003. Repare como a defesa são-paulina colabora nos dois gols do time do ABC, só para eliminar o Santos:

O que você acha de entregadas? Acha que são normais, ou deveriam resultar em penas graves para os clubes que agem de maneira tão anti-ética?


Por que o Santos faz contratos tão longos com seus jogadores?


Maranhão tem mais dois e Danilo tem mais três anos e meio de contrato com o Santos

Pelo BID, o boletim oficial da CBF, ficamos sabendo que não só Marquinhos ainda tem um ano de contrato com o Santos, como Rodriguinho e Tiago Luis também têm mais um, Maranhão tem mais dois, Adriano tem mais dois e meio, Rodrigo Possebon tem mais três e Danilo tem mais três e meio…

Tudo bem que craque é bom ficar muito tempo ligado ao clube, mas será que não dava para perceber que alguns desses jogadores não tinham a mínima pinta de bons de bola?

Confira a validade dos contratos dos jogadores do Santos:

Adriano 14/08/2013
Alan Patrick 15/12/2014
Alex Sandro 31/12/2011
André Ferlini 31/12/2011
Arouca 31/08/2014
Bernardo 30/06/2011
Breitner 31/08/2014
Bruno Aguiar 31/12/2012
Bruno Rodrigo 31/12/2012
Danilo 28/06/2014
Diego Faria 07/11/2010
Diego Monar 19/02/2013
Durval 30/12/2011
Edu Dracena 31/12/2012
Felipe 25/08/2012
Felipe Anderson 22/07/2013
Jefferson 10/02/2014
Keirrison 30/07/2011
Léo 31/12/2011
Madson 31/12/2012
Maranhão 31/12/2013
Marcel 15/12/2010
Marquinhos 30/12/2012
Moisés 31/07/2011
Neymar 19/08/2015
Paulo Henrique Ganso 28/02/2015
Pará 31/08/2012
Possebon (Rodrigo) 19/08/2014
Rafael 28/02/2013
Rafael Caldeira 31/12/2014
Roberto Brum 23/06/2011
Rodriguinho 31/12/2012
Samuel 23/05/2011
Tiago Luis 27/01/2013
Vinicius Simon 31/12/2013
Vladimir 15/07/2012
Zé Eduardo 05/05/2013
Zezinho 31/12/2011

Você acha que o Santos agiu certo ao fazer contratos tão longos?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑