No ano passado, para não ajudar o São Paulo, o Corinthians jogou com o breque de mão puxado contra o Flamengo, na penúltima rodada do Brasileiro, e perdeu por 2 a 0, sem opor resistência.

Repare que no primeiro gol, Zé Roberto disputa corrida com dois corintianos, que evitam desequilibrá-lo ou bloquear seu chute. Chicão se aproxima rápido e pode dar um carrinho, mas para e espera pelo arremate do atacante do Flamengo.

No segundo gol, de pênalti, o goleiro Felipe nem ao menos escolhe um canto, simulando protesto contra a marcação do árbitro.

Note que no jogo deste domingo, em que o Corinthians venceu o Vasco por 2 a 0, o mesmo Zé Roberto favorecido pela moleza da defesa corintiana no ano passado, forçou sua expulsão ao praticar faltas bobas, apenas para facilitar as coisas para o adversário e retribuir a gentileza de 2009.

Enquanto isso, em Baruei, o Palmeiras saiu na frente, mas não fez a menor força de impedir a virada do Fluminense, que agora joga a última partida no Rio, contra o já rebaixado Guarani.

Veja os gols de Corinthians 0, Flamengo 2, no ano passado, e julgue você mesmo:

Alguns jogadores corintianos saíram reclamando de falta de ética nestes jogos finais. Você acha que o Corinthians tem razão para falar em ética?