Conca, o pequeno maestro do campeão brasileiro de 2010

No ano passado o Corinthians amoleceu para o Flamengo na penúltima rodada e na última foi a vez do Grêmio escalar reservas para o jogo no Maracanã. Como chegaram a estar vencendo, os gremistas quase apanharam de sua torcida quando retornaram a Porto Alegre.

No ano passado o Corinthians fez corpo mole contra o Flamengo, pois se vencesse poderia ajudar o São Paulo a ser campeão. Ontem, em Barueri, o São Paulo deu o troco. Perdeu de 4, como poderia ter perdido de 7 ou 8. Tudo para impedir um título do Corinthians.

Está certo que, por via das dúvidas, o árbitro Heber Roberto Lopes aplicou toda a severidade da lei contra o tricolor paulista. Deu vermelho direto para Xandão, por falta em Fred; e para Richarlyson, por reclamação. Na verdade, nem houve falta de Richarlyson, mas o moço reclamou com tanto estardalhaço que merecia um cartão. Mas vermelho?

Se Carlos Eugênio Simon fosse tão rigoroso em Salvador, teria de ter expulsado Ralf depois de marcar o pênalti. Se há intenção de colocar a mão na bola, o lance pede cartão amarelo, e como o corintiano já tinha, receberia o vermelho.

Se não há intenção, não há cartão e nem pênalti. Por falar em pênalti, Simon deu o duvidoso e fez vistas grossas ao mais claro, que foi cometido pelo goleiro Júlio César ao se atirar nas costas de um atacante do time baiano. Se atirar-se nas costas de um jogador que vai matar a bola, como aconteceu com Ronaldo domingo passado, então o de ontem também foi.

Houve ainda o impedimento não marcado de Jorge Henrique, que poderia ter aberto o marcador; e o impedimento duvidoso de Junior, que acabou fazendo o gol que seria o da vitória do time baiano.

Na soma de erros e acertos, Simon errou mais a favor do Corinthians, mas o alvinegro da capital está tão acostumado a ser favorecido pela arbitragem, que o técnico Tite, que na semana passada jurou não comentar arbitragem, desta vez colocou a culpa do empate no “erro” do árbitro.

Flu pode preparar as faixas

Como se sabe que o Palmeiras colocará o time reserva contra o Fluminense e que na última rodada o tricolor carioca enfrentará o fraco Guarani no Engenhão, as faixas verdes, vermelhas e brancas já podem ser confeccionadas.

O melhor time dos três que lutavam pelo título é o Cruzeiro, mas deu azar de fazer um jogo decisivo com o Corinthians em São Paulo. Dos que poderiam jogar um futebol ainda melhor, dá para citar o Santos, mas a equipe só chegou perto do seu potencial em poucos jogos, como nas vitórias sobre Cruzeiro, Fluminense e, ontem, Goiás.

Aprovo o campeonato de pontos corridos, mas que às vezes ele fica muito estranho nas rodadas finais, ah, isso fica. Times que estão para cair para a Série B lutam como campeões, e outros de força e tradição, mas que já não podem ganhar o título ou se classificar para a Libertadores, jogam como se estivessem sendo rebaixados.

Reveja aquela que deveria ter sido a final antecipada do Campeonato Brasileiro

Você não acha que o Brasileiro já está definido? Ou os reservas do Palmeiras e o fraco Guarani poderão tirar esse título das Laranjeiras?