Pelé já jogou uma partidinha, mesmo recreativa, com a camisa do seu time? Ou a vestiu para fazer um comercial ou um jogo beneficente? Não importa. Imprima a foto e guarde numa moldura, com carinho. Sei como deve dar orgulho para um torcedor saber que o Rei do Futebol, por qualquer motivo, vestiu um dia a camisa de seu time.

Que eu saiba, Pelé já jogou com camisa de Vasco, Flamengo, Fluminense… Já vestiu a camisa de São Paulo, Remo… E num recente comercial exagerou, pois deixou-se fotografar com mais de meia dúzia de camisas diferentes.

Se você já ficou feliz e nunca esquece que Pelé envergou a camisa de seu clube, uma vez que seja, imagine quem viu Pelé vestir 1.115 vezes a camisa de seu time do coração. Deu pra perceber, só um pouquinho, o que é ser santista?

Sabe por que estou falando nisso? Por que hoje, 3 de dezembro, faz 38 anos que Pelé fez sua milésima partida pelo Alvinegro Praiano.

O jogo, pelo Campeonato Nacional, foi contra o Ceará, em Fortaleza, no estádio Getúlio Vargas – totalmente tomado por um público de 35.752 pessoas.

O Santos jogou com Joel Mendes, Murias (depois Vicente), Altivo, Paulo e Turcão; Afonsinho (Edu), Leo Oliveira e Roberto Carlos; Ferreira, Pelé e Edu. O técnico era José Macia, o lendário Pepe.

O Santos, que terminou aquele campeonato na oitava posição, perdeu a partida por 2 a 1, mas Pelé deixou o seu. Pelo Ceará, treinado por Ivonísio Mosca, marcaram Da Costa e Samuel.

Como se sente o torcedor do time pelo qual Pelé jogou 1.115 vezes? Ainda dá ânimo de discutir com os outros?