Os diretores de futebol do Santos não gostam de citar nomes de jogadores que podem ser contratados. Respeito isso, acho que é mesmo o correto, pois as especulações só atrapalham os negócios. Porém, não dá para esperar que as contratações sejam feitas para depois analisa-las. Um ombudsman que se preze tem a obrigação de dizer, no mínimo, quais as posições carentes do time. Chorar depois, não adianta.

Sei que o técnico Adilson Batista foi contratado e está sendo regiamente pago para montar o time do Santos para 2011, temporada cujo maior objetivo é a conquista da Copa Libertadores. É claro que o Adilson conhece muito futebol, mas será que conhece tanto de Santos como nós?

Digo isso porque ele tem dito por aí que a defesa do Santos é boa e não o vejo falar em nenhum reforço para este setor. Isso preocupa, pois o ponto fraco do Santos em 2010 foi justamente sua linha defensiva.

A defesa merece cuidados

O goleiro Rafael é ótimo. Mesmo jovem, tem mostrado técnica e maturidade dignas de um veterano. Mas depender só dele não é o ideal. Caso se machuque, quem o substituirá? Fábio Costa está voltando do empréstimo ao Atlético Mineiro, mas, infelizmente, não tem sido mais o goleiro de outrora. Vale a pena contratar um bom reserva para esta posição.

A lateral-direita é uma dor de cabeça constante. Nem Pará, nem Danilo e muito menos Maranhão têm o nível que se espera de um titular do Santos. Pará chegou a fazer alguns bons jogos por ali, mas na maior parte das vezes compromete a equipe, pois apóia de maneira insegura e defende mal. Enfim, o time precisa contratar um lateral-direito.

A dupla de zagueiros Edu Dracena e Durval chegou a jogar bem em algumas partidas e, lembro-me, quando os vi pela primeira vez, no começo do ano, senti muito mais firmeza do que sentia antes com Fabão e aqueles outros jogadores que passaram pela zaga central e quarta zaga. Há ainda um bom reserva, o Vinicius Simon. Mas, para se garantir, o clube deveria trazer mais um zagueiro.

A lateral-esquerda não precisaria de mais ninguém se Léo tivesse o mesmo fôlego e a mesma forma física de antes, mas o veterano não é mais o mesmo. Pode jogar bem uma ou outra partida, mas dificilmente conseguirá uma boa seqüência. Seu impetuoso reserva, Alex Sandro, ainda está correndo mais do que a bola. Ataca melhor, mas defende muito mal. Enfim, não é vital como a lateral-direita, mas a esquerda também precisa de um reforço.

Falta só mais um no meio-campo

O meio-campo é o setor mais bem servido do time. Com Arouca, Elano e Paulo Henrique Ganso, e ainda com reservas com Alan Patrick e, por enquanto, Marquinhos, pode dar conta do recado do jeito que está. Porém, para ficar realmente poderoso, precisaria de mais um bom marcador.

A idéia de trazer Lucas é ótima. O jogador não se adaptou ao futebol inglês e é reserva no Liverpool, mas, creio, poderá jogar com alegria e render muito ao lado de Arouca. Enfim, um volante que, se possível, ainda saia pro jogo, tornará o meio-campo do Santos o melhor do país e um dos melhores do mundo.

Keirrison não dá. Neymar precisa de outra companhia

Está todo mundo com medo de queimar o Keirrison, maior contratação do santos em 2010. Sinto que o torcedor tem receio de dizer o que vê, pois ainda tem esperanças de que o jogador revelado no Coritiba volte a jogar como no inicio da carreira. Mas a verdade é que o ano terminou, Keirrison não jogou e não dá para esperar muito mais.

Já deu pra ver que Keirrison tem sérios problemas técnicos. Tem dificuldade em dominar e controlar a bola, driblar, correr com ela, arrematar a gol. Enfim, ou desaprendeu, ou nunca foi lá essas coisas e nos enganamos com ele devido á sua capacidade de ser rápido e marcar muitos gols, principalmente contra o Santos.

Neymar exige um companheiro à altura, ou continuará batalhando sozinho contra as defesas adversárias. O companheiro de Neymar deveria ser um craque, ou ao menos um jogador habilidoso, inteligente, forte e bom definidor. Rafael Moura? Pode ser. Ricardo Oliveira? Melhor ainda. Diego Forlan? Kléber? Liedson? Não sei, mas qualquer um me parece melhor do que Keirrison.

Atacante, volante e lateral-direito são prioridades

Sei que falar é fácil, mas nem sempre é possível viabilizar as contratações. O Santos não está nadando em dinheiro e ainda há o problema da concorrência, o que acaba encarecendo o negócio. Porém, se eu tivesse de priorizar os reforços, seriam, em primeiro lugar, um atacante de ótimo nível para jogar ao lado de Neymar; depois um lateral-direito e por fim um volante.

Gosto dos nomes de Leonardo Moura, Lucas e Ricardo Oliveira, ou Rafael Moura. Se o Santos consegui-los, será ótimo. Se não houver dinheiro para tal, quem sabe trocas ou empréstimos bem planejados poderão resolver a questão.

Há muito time sem elenco, que ficaria feliz de receber, de uma vez só, uma leva de jogadores santistas – que podem não servir para um time que quer ganhar a Libertadores, mas podem ser titulares em muitas equipes brasileiras.

E para você, se o Santos tivesse verba para contratar só um, dois ou no máximo três jogadores, quais seriam suas prioridades?