A estreia de Diogo e os artilheiros Keirrison e Nunes são atrações de hoje no Pacaembu.

Não interessa que o Santos jogue sem muitos titulares e que o Santo André não seja o mesmo time que quase roubou o título paulista do Alvinegro Praiano. Hoje, às 19h30, eles voltam a se enfrentar no mesmo Pacaembu. E há algumas atrações: Diogo deve fazer sua estréia, o artilheiro Maikon Leite estará lá, assim como Keirrison e o garoto – que um dia explodirá – Felipe Anderson. Do lado do time do ABC, o marrento Nunes promete infernizar a defesa santista. Olho nele, Edu Dracena.

Somando todos os desfalques para o jogo de hoje, o Santos tem mais do que um time completo: Rafael (suspenso), Pará (poupado), Durval (poupado), Danilo (Seleção Sub-20), Alex Sandro (Sub-20), Elano (suspenso), Jonathan (machucado), Charles (machucado), Arouca (machucado). Paulo Henrique Ganso (machucado), Alan Patrick (Sub-20), Neymar (Sub-20).

Parece que o técnico Adilson Batista, ou por ser teimoso, ou por não ter opções, ou por não ler este blog, manterá o mesmo esquema de três zagueiros que levou vários santistas à beira do enfarte no jogo contra a Ponte. Desta vez sairá Durval e voltará Edu Dracena, mas os Brunos Aguiar e Rodrigo continuam.

No meio, Felipe Anderson – o que entortou Rodrigo “visibilidade” Souto -entra na vaga de Elano, Adriano volta ao time, e continuam Rodrigo Possebon e Róbson. No ataque, além de Keirrison, Diogo deve começar, mas Maikon Leite deve entrar no segundo tempo.

Mas tudo tem o seu lado positivo. Com a ausência de Rafael, expulso no jogo contra a Ponte, Vladimir, 21 anos, terá uma boa oportunidade de mostrar que pode brigar pela posição. A chance também é boa para Felipe Anderson e Keirrison conquistarem a confiança do torcedor.

O Santo André, que perdeu vários jogadores depois da campanha do ano passado, está na 17ª posição, dentro da zona de rebaixamento. Mas ainda temn jogado54s que preocupam, como o centroavante Nunes. Seu técnico é Pintado, um dos heróis santistas na campanha do Brasileiro de 1995.

O time do ABC deverá jogar com Neneca; Anderson, Marcelo Godri e Sandoval; Iran, Alex Silva, Juan Felipe, Aloísio e João Paulo; Nunes e Célio Codó. A arbitragem será de Aurélio Sant´Anna Martins, auxiliado por Reinaldo Rodrigues dos Santos e Osny Antonio Silveira.

Poupar ou não poupar…

Mesmo com o time já muito desfalcado, Adilson Batista alega que precisa poupar os titulares Durval e Pará, já pensando nos jogos pela Libertadores. (Santos estreará contra o Deportivo Táchira, no próximo dia 15, na Venezuela). Mas o torcedor certamente pensa: Com tanta gente pra voltar ao time, será que é mesmo necessário poupar os poucos titulares que restam?

Bem, na verdade o Santos não contratou nenhum zagueiro e o lateral-direito Jonathan jogou pouco e já se machucou, seguindo uma rotina que ele vivia no Cruzeiro. Assim, os limitados Durval e Pará realmente passaram a ser imprescindíveis nesse começo de temporada.

Dá para ganhar do Santo André com esses jogadores que entrarão em campo? Dá. Mas que não se espere um jogo fácil. E se não ganhar, se for surpreendido por uma equipe que até agora, em seis jogos, perdeu uma e empatou cinco, que Adilson esteja preparado para novas críticas e novas insinuações de que é um professor Pardal.

Reveja a sofrida final do Paulista:

O que você espera do jogo de logo mais? Vai ao Pacaembu? Eu vou.