Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Month: março 2011 (page 1 of 11)

Riquelme, um exemplo para o Ganso

O nosso Ganso é um grande jogador e poderá se firmar como um dos melhores do mundo, mas ainda terá de jogar muito para ser comparado a um Juan Roman Riquelme, ídolo do Boca Juniors, um dos grandes meias dos últimos tempos. Riquelme pode servir de bom exemplo para o Ganso.

O que Ganso pode copiar de Riquelme não é só o futebol, já que nesse quesito até que o astro do Santos também é muito bem dotado. Estou falando da personalidade, do caráter, do amor ao clube que o revelou e no qual é um ídolo.

Como teve uma lesão no joelho, como o Ganso, e ficou seis meses longe dos gramados, dois a menos do que o Ganso, Riquelme não achou justo receber os salários por esse período em que não trabalhou e decidiu doar este valor para o clube fazer investimentos nas categorias de base, além de reformar os vestiários, em um gesto bastante incomum nos dias atuais:

“Queria que este dinheiro seja usado para ajudar aos garotos”, disse ele, que por estas atitudes é muito amado pelos torcedores do Boca.

Desfrute, agora, de algumas jogadas de Juan Roman Riquelme:

Você acha que o Ganso seria capaz de gesto tão nobre?


Veja os gols da virada espetacular sobre o Anápolis

O Santos perdia por 2 a 0 para o Anápolis, ontem à noite, na quadra do adversário, quando Falcão passou a jogar como goleiro-linha e Jackson fez um gol. Mas logo em seguida o Anápolis fez o terceiro, e assim o primeiro tempo terminou com a vantagem de 3 a 1 para o time de Goiás.

Na segunda etapa, justificando sua fama de “time da virada”, o Santos marcou três gols e venceu por 4 a 3! Jackson, Bruno Souza e Pixote foram os heróis alvinegros. Sem contar Falcão, que continuou como goleiro-linha e armou todas as jogadas ofensivas do Santos.

Com a vitória, o Santos se distanciou na liderança da Liga Futsal, com 16 pontos (cinco vitórias e um empate) e amanhã fará seu segundo jogo na Arena Santista, contra o Colégio Londrinense, de Londrina/PR. Prestigie. Os bravos rapazes do futsal do Santos merecem todo o apoio.

Veja como foi este momento mágico do futsal do Santos:

Aproveite e veja também os gols da vitória de 4 a 2 sobre o Cascavel:

Agora é com você. Amanhã, encontro marcado na Arena Santista!


Onde está escrito que o Brasil tem de vender Neymar?

Gosto da volta de grandes jogadores brasileiros que estavam na Europa, como Adriano e Luís Fabiano, porque isso enriquece nosso futebol. Mas tenho consciência de que, quando voltam, é porque não estão tão bem por lá ou a idade está começando a pesar. Bem melhor seria manter os craques por aqui quando estão no auge da forma, como nos casos de Ganso e Neymar.

Sinceramente, acho que Ganso é um caso perdido. Ele está com esse discurso de que cumprirá seu contrato com o Santos até 2015, mas daqui a três meses, quando os europeus colocarem o dinheiro na mesa, ele ficará todo assanhado para ir embora. O que o Leonardo, da Inter, deve ter feito a cabeça dele, não está no gibi.

O máximo que o Santos deve fazer com ele é não reduzir um centavo da multa. Se quiser levar, pague. E corra os riscos, pois na verdade o rapaz ainda não está 100% fisicamente. Após seis meses afastado, voltou um tanto claudicante, com receio das divididas.

O ideal seria ficar no Santos até que se sentisse tão bem como antes da cirurgia no joelho. Mas a janela de transferências é no meio do ano e estou achando difícil que, a exemplo de Neymar, Ganso recuse a oferta de um time europeu e tenha de esperar mais um ano para ir embora.

Todo o esforço vale para manter Neymar

Ganso é um cracaço e pode se tornar um dos grandes maestros do futebol, como Zidane, Riquelme, Verón… Seria ótimo, para o Santos e para o futebol brasileiro, que ele continuasse por aqui por mais alguns anos. Mas quando um jogador põe na cabeça que tem de ir embora, é como mulher que quer transar. Ninguém segura.

Neymar já é outro papo. Acho que para mante-lo, o Santos deve fazer um esforço maior, pois apesar de tecnicamente ser igual ou até um pouco inferior ao Ganso, no quesito carisma não se compara. E o garoto gosta mais do time, da cidade, ele se sente em casa no Alvinegro Praiano.

Depois da exibição – de repercussão mundial – em Londres, Neymar se firma como a maior celebridade esportiva do Brasil no momento. A tendência é de que seja bastante requisitado pelo mercado publicitário e possa engrossar seus rendimentos com cachês milionários, sem precisar sair do Brasil.

Além das parcerias, o Santos pode destinar ao seu ídolo parte das verbas que receberá este ano. Por fim, em uma iniciativa um tanto desesperada, mas viável, o torcedor santista poderia contribuir para manter Neymar por aqui. Um milhão de pessoas doando 10 reais cada uma, dá para garantir Neymar mais um ano entre nós. Acho que se for só questão de grana, dá para segurar o idolo aqui.

Podem me xingar, podem falar o que quiserem, mas eu pagaria bem mais do que 10 reais por ano para segurar o garoto que não só aumenta a chance de o time ser campeão, como proporciona uma visibilidade extraordinária ao Santos e atrai um número incontável de novos torcedores.

Futebol Europeu x Malhação

Um colega jornalista de tevê fechada ficou surpreso quando leu uma mensagem de Neymar no twitter e percebeu que o rapaz assistia um capítulo de Malhação ao invés de acompanhar um jogo importante do futebol europeu. Este jornalista ficou escandalizado e disse que o craque do Santos já deveria estar vendo os times europeus jogarem, já que no futuro estará atuando lá.

Ah, como eu gostaria que Neymar queimasse a língua desse colega! Onde está escrito que jogador brasileiro não pode ser o senhor de seu destino? Onde está escrito que ele é obrigado a jogar na Europa? O que acrescentou nas carreiras de ídolos como Zico e Sócrates jogar em times secundários do futebol italiano? Eu respondo: Nada!!!

O futebol brasileiro pode ser, sim, tão organizado e rico quanto o europeu – que, se for analisado país por país, também tem muitos problemas. Mas para que haja esse desenvolvimento e essa independência do nosso futebol, um dos requisitos básicos é que os chamados “cronistas esportivos” deixem de babar ovo pelo futebol praticado na Europa e valorizem mais nossos times e nossos craques.

Criticar um jogador por que não está assistindo a um jogo de dois grandes da Europa, para, como qualquer jovem normal, ver um programa próprio para sua idade, é muito complexo de colonizado pro meu gosto. Cuide de sua vida, brother! Analise a técnica e a tática e deixe os aspectos pessoais para os jogadores resolverem. Ou esqueça o esporte e se especialize em fofocas.

Se é só uma questão de dinheiro – e no fundo é só isso mesmo –, acho que hoje não só os clubes, mas o mercado do futebol brasileiro, com seus vários patrocinadores potenciais, podem segurar no país um jogador importante e inspirador como Neymar.

Já que gastarão tanto dinheiro para fazer a Copa, por que não reservar um pouquinho disso para manter Neymar até 2014 no Brasil? Estou certo de que, após o Mundial, esses milhões de euros se multiplicarão, e Neymar, seu empresário e o Santos, se quiserem, poderão arrecadar até três vezes mais do que oferecem hoje pelo Menino de Ouro da Vila.

E você, acha que, obrigatoriamente, Neymar deverá ir para a Europa, ou será possível mante-lo no Brasil, ao menos até a Copa do Mundo de 2014?


Minha análise de Ituano e Santos

Gostei da análise individual do Sandro Campos, bate muito com o que vi no jogo, por isso tomei a liberdade de usá-la como post. Mas agora volto para dar minha opinião sobre a atuação do Santos em Itu.

O Santos ganhou porque jogou com três atacantes e isso segurou o Ituano atrás. Ainda bem que Marcelo Martelotte não tinha outras opções e foi obrigado a escalar um time com três atacantes. A disposição ofensiva impediu que o Ituano pressionasse. Com a defesa que tem, o Santos precisa manter o adversário bem longe de sua área.

Ganhar um jogo com Danilo, Adriano e Possebon em campo é uma façanha. Isso indica que o adversário é muito fraco e ao menos o Santos não sofreu muita pressão.

Danilo é aquele jogador que atua em várias posições, mas em todas mal. Ele já jogou mal na lateral-direta e no meio. Neste domingo jogou mal na lateral-esquerda.

Os novatos Tiago Alves e Felipe Anderson ainda precisam se firmar, mas o gol de Tiago e a assistência de Felipe no gol de Keirrison justificaram suas escalações.

Se fizesse mais um gol, ao invés de sofrer o segundo do Ituano, o Santos chegaria a terceiro lugar no campeonato. Sofrer um gol desse fraco Ituano já seria muito. Sofrer o segundo, em uma jogada em que o atacante adversário apareceu livre para chutar a gol, é preocupante.

Não sei se o Ganso está com vontade ou não. Só sei que mesmo sem estar cem por cento e jogando pro gasto, ainda é o melhor do time. Ao menos enquanto Neymar e Elano não voltam.

O que está acontecendo com a parte física e clínica dos santistas? O time já jogou com dez desfalques e durante o jogo perdeu mais três por problemas físicos ou clínicos. Sem contar que Ganso e Charles pareciam claudicantes, prestes a desabar a qualquer momento, e no final Felipe Anderson também se arrastou pela ponta, sem condições. Acho que é preciso analisar os métodos de trabalho do departamento médico do Santos. Ou é muita má sorte, ou alguma coisa está errada.

É inacreditável como o Santos toma gol de qualquer time, e mais de um. Bola no meio da defesa é um perereco. Concordo que o Edu Dracena merece um descanso. Fala muito, bate boca, tenta orientar os companheiros, mas quando a jogada depende dele, como no segundo gol do Ituano, tem falhado muito (perdeu na dividida e ficou caido enquanto o lance continuava e o adversário fazia o gol). Houve um momento em que estava amarrando a chuteira quando a bola foi lançada por cima de sua cabeça. Não consigo entender como ainda continua como titular absoluto.

O fato de não ter zagueiros reservas é ruim. Pelo twitter fiquei sabendo por Gui Mattoso que o Vinicius Simon está com problemas no joelho desde janeiro. E o meia Victor Hugo., por que jamais jogou?

De qualquer forma, foi bom vencer e garantir a classificação para a próxima fase. Agora, a luta é para ter uma classificação que garanta a vantagem de jogar em casa a partir das quartas-de-final.


Análise dos jogadores do Santos na vitória em Itu

Texto de Sandro Campos

Rafael: Bom goleiro, mas não sai debaixo do gol nem por decreto, daí todo cruzamento na área fica por conta dos zagueiros. De qualquer forma fez uma defesa sensacional no segundo tempo.

Jonathan: Tentou, tentou, tentou…. Até que fez um golaço!.

Bruno Rodrigo: Só estava em campo para ver de perto o gol do Ituano. Aliás, como pode um zagueiro de time grande querer marcar a bola num cruzamento e esquecer do atacante!? Sem sacanagem, acho que deu um migué para ser substrituido logo depois do gol, deve ter sido de vergonha….

Bruno Aguiar: Seguro. Sinceramente não sei como não é titular desse time.

Dracena: Hoje jogando do lado “certo do campo” continuou comprometendo em jogadas bobas, não é zagueiro para o Santos FC…

Danilo: Esforçado, e só…. Mas como estava jogando totalmente improvisado não merece ser criticado. Gostaria de vê-lo jogando mais vezes na lateral direita, que é a posição dele.

Charles: Não comprometeu, mas também não demonstrou nada diferente.

Adriano: O guerreiro de sempre. Não espere uma jogada espetacular dele, mas pode confiar que ele não dará sossego para o adversário de jeito nenhum. Mas que passe para o Jonathan… Quem dera o Santos tivesse ONZE GUERREIROS como ele, mas com a qualidade do Neymar…

Possebon: Praticamente não apareceu no primeiro tempo, mas volante que não aparece tem lá seus méritos.

Felipe Aderson: Ainda não está pronto. Continua tímido e sem personalidade dentro de campo. Mas meteu uma bola PERFEITA para o Keirrison, então merece meus aplausos, mas só por essa jogada.

Alan Patrick: Entrou bem, mas nada de excepcional

Ganso: Gostaria de estar enganado mas acho não está mais a fim. Jogando totalmente sem vontade, apesar de ajudar a marcar e de alguns toques geniais que colocaram Keirrison e Alan Patrick na cara do gol por exempo. Ele tem categoria para fazer muito mais do que isso…

Keirrison: Está melhorando, mas precisa de alguém que o coloque na cara do gol mais vezes durante o jogo. Quando recebeu a primeira em condições de finalizar fez aquilo que todos esperam, belo gol. Depos teve outra oportunidade e bateu pra fora. Duas ou tres oportunidades por jogo é muito pouco.

Tiago Alves: Demonstra muito mais personalidade que o Felipe Anderson, mas continua pecando pelo excesso de individualismo como acontecia nas divisões de base. Mas fez o gol de empate, portanto tem estrela.

Resumo: O Santos poderia ter saído de campo hoje com uma bela goleada, apesar dos desfalques. De qualquer forma valeu pela vitória e pelo espírito de luta. Ainda dá para ficar em primeiro lugar nessa fase de classificação porque nossos adversários podem tropeçar nas próximas rodadas, mas mesmo que fiquemos em “desvantagem” para as finais temos time para sermos bicampeões paulista.


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑