Ninguém pode negar que este título acima exprime uma verdade absoluta. Estes dois grandes goleiros efetivamente abandonarão suas carreiras. Quando? Não se pode precisar ao certo. Porém, quando abandonarem, eu posso dizer que fui o primeiro a dar a notícia?

Este é apenas um exemplo para exemplificar o que está acontecendo com o noticiário sobre Paulo Henrique Ganso. Os veículos que já informaram que ele vai sair do Santos, fazer uma ponte no Corinthians e depois seguir para a Milão, agora se conformam em dizer que ele irá para a Itália em janeiro de 2012.

Até janeiro de 2012 teremos o final da Libertadores, um Campeonato Brasileiro inteirinho e novas eleições no Santos. Ou seja, tudo vai mudar. O mundo mudará. Não que eu queira, mas haverá mais terremotos, tsunamis, furacões, enchentes, atentados, homicídios, desastres aéreos, além de milhões de mortes naturais pelo planeta. Nem mesmo podemos ter a certeza de que estaremos vivos.

Provavelmente Marcos e Rogério Ceni anunciem o abandono do futebol antes de janeiro de 2012. Mas hoje a bola da vez é o Ganso. E o Neymar.

As noticias se intensificaram porque o representante do Ganso, Thiago Ferro, acompanhado do tradutor Gaetano Paolillo, conseguiram uma reunião com os diretores do Milan Adriano Galliani e Ariedo Braida. Ferro esteve em Milão oferecendo o seu jogador, o que já diminui o valor de sua “mercadoria”.

O Milan gostou do oferecimento e fez um lance inicial de sete milhões de euros – que está bem abaixo do que o jogador vale – e um prêmio por título. A matéria sobre a reunião, no site online Affaritaliani.it, dá tão pouco destaque ao Ganso que sua foto é pequenininha comparada a de outros jogadores também pretendidos pelo clube de Milão.

Na mesma matéria os diretores do Milan admitem que nada será resolvido enquanto não acertarem as coisas com a diretoria do Santos, com quem o jogador tem contrato e está preso por uma cláusula de 50 milhões de euros.

Portanto, vamos combinar uma coisa: Ganso é um dos melhores jogadores brasileiros do momento, tem tudo para se firmar na Seleção brasileira e, como quer jogar na Itália, fatalmente jogara lá. Nada impedirá isso, a não ser o fato de os clubes europeus não pagarem um valor adequado pelo seu passe.

A maneira apressada com que seus agentes estão tentando enfiá-lo em qualquer lugar, só o está desvalorizando. Cálculos do marketing do Santos mostram que se Ganso ficar no clube até a Copa de 2014, ganhará tanto ou mais dinheiro do que jogando na Itália, pois além dos salários top para o país, atrairá um valor ainda maior de verbas de publicidade, além de se tornar um ídolo bem maior no Brasil.

A proximidade da Copa, no Brasil, despejará rios de dinheiro no mercado brasileiro de futebol e quem estiver fora deixará de beber dessa fonte. Não é tão inteligente sair do Brasil agora.

Porém, se o jogador quer, e parece que quer, admito que um dia ele irá para a Itália. Da mesma forma que um dia Marcos e Rogério Ceni abandonarão o futebol, todos nós morreremos, o Sol se apagará e não haverá mais vida no Sistema Solar.

Que previsão infalível você tem até janeiro de 2012?