O técnico Muricy Ramalho não quis correr riscos na sua estréia no Santos. Mesmo com o time já classificado para a próxima fase do Paulista, escalou Elano, Neymar e Zé Eduardo – expulsos contra o Cerro Porteño – e armou uma equipe forte para enfrentar o Americana hoje, às 18h30, em Americana, com transmissão pelo Sportv.

Muricy diz que poupará alguns titulares. Paulo Henrique Ganso será um deles. Outro talvez seja Danilo. No mais, todos da defesa, coincidentemente o setor que sempre tem dado problemas. O goleiro Rafael descansará, dando oportunidade à tão esperada estreia de Aranha.

A dupla de zagueiros Edu Dracena e Durval deverá ser substituída por Bruno Aguiar e Vinicius, enquanto o lateral-esquerdo Léo cederá o lugar a Alex Sandro (que, pela característica ofensiva, pode imitar no Santos o papel que Carlinhos exercia no Fluminense).

O Santos mais provável para a partida de hoje – que deverá atrair um público de 10 mil pessoas ao Estádio Décio Vitta – será formado por Aranha, Pará, Bruno Aguiar, Vinícius e Alex Sandro; Adriano, Danilo (ou Rodrigo Possebon), Alan Patrick e Elano; Neymar e Zé Eduardo.

Para o Americana, é o jogo do ano

Com 22 pontos ganhos e esperança de se classificar para a fase final, o Americana, que vem de duas vitórias, está encarando esta partida como a mais importante da temporada.

Sem poder contar com o artilheiro Charles, o técnico Toninho Cecílio realizou um treino secreto para preparar a equipe, que deve adotar o sistema 4-4-2 e iniciar o jogo com Jailson, Carlinhos, Jorge Luiz, Vinícius e Magal; Gercimar, Leo Silva, Juninho e Fumagalli; Marcinho e Lúcio Flávio.

Contra quem o Santos jogará nas próximas fases

Mesmo sem poder alcançar o líder Palmeiras, o Santos ainda tem possibilidades de ser o segundo colocado, pois está apenas a três pontos do São Paulo. Mas isso não parece ter grande importância.

Desde que fique ao menos em quarto lugar – posição que já ocupa – e garanta a vantagem do mando de campo nas quartas-de-final, o Alvinegro Praiano se colocará em uma boa posição de lutar pelo bicampeonato paulista – que significaria a sua quarta conquista nos últimos seis anos.

Se o Campeonato terminasse hoje, o Santos enfrentaria o Mirassol nas quartas, mas Oeste e Ponte Preta têm um jogo a menos e se enfrentam hoje, podendo mudar a tabela. De qualquer forma, o adversário dos santistas deverá ser um destes.

O curioso é que o Palmeiras, que parece fazer toda a questão de ser o líder desta fase, poderá enfrentar a Portuguesa nas quartas, no clássico que poderia ser chamado de Luso-Italiano, Portumeiras ou Palmeguesa. E em caso de empate, o que é bem provável, a decisão iria para os pênaltis. Veja como as armadilhas do futebol estão o tempo todo à espreita.

De qualquer forma, se Santos e Palmeiras passarem pelas quartas-de-finais, é bem provável que se encontrem nas semifinais, como aconteceu em 2009 (quando o Santos venceu os esmeraldinos por 2 a 1 tanto na Vila Belmiro quanto no parque Antártica).

Divisão de ingressos não está no regulamento

Como nas quartas e nas semifinais haverá apenas um jogo que, em caso de empate, levará à cobrança de pênaltis, a única vantagem dos times nestas fases será contar com a maior parte da torcida. Só que este detalhe não está previsto no regulamento.

O que se sabe é que no caso de clássicos, o local do jogo será decidido pela Federação Paulista, que deverá optar por Pacaembu ou Morumbi. Mas faltou deixar claro a questão da divisão de ingressos.

O que você espera do Santos de Muricy? E depois do jogo não se esqueça de voltar aqui para analisar os jogadores e o estilo do time com o novo técnico.