A juventude e as boas atuações do polivalente Danilo pela Seleção Sub-20 que foi campeã sul-americana, e a idade “avançada” de Renato, que em 5 de maio completa 32 anos, acabaram contribuindo para que o Sevilha aceitasse a troca pura e simples dos dois jogadores. Outro que está voltando ao Santos é Diego. Pouco valorizado pelo técnico Pierre Littbarski, do Wolfsburg, Diego será trocado por Possebon, além de uma compensação em dinheiro.

“Danilo é um jogador versátil, muito jovem ainda, que tem muito o que evoluir. Foi um dos destaques do Brasil no título sul-americano da categoria e tenho certeza de que será muito útil ao Sevilha”, comentou o técnico do Sevilha, Gregório Manzano na edição de hoje do Diário de Sevilha.

Em entrevista para o jornal El Correo de Andaluzia, Renato admitiu que gostaria muito de continuar em Sevilha, onde ele e sua família se adaptaram muito bem, mas como não está mais nos planos do técnico e sabe que será recebido como um ídolo no Santos, onde jogará ao lado de Neymar, Elano e Diego, está feliz pela volta e confiante de que ainda poderá ser útil ao Alvinegro Praiano:

“Não vou mentir que não gostaria de ficar mais em Sevilha, mas ainda me considero jovem e sei que posso jogar mais alguns anos. E voltar para o Santos é como voltar para casa”, disse.

Litígio de Diego com Littbasrski foi decisivo

Desde que Diego foi suspenso pelo técnico Pierre Littbarski por perder um pênalti, o relacionamento entre os dois ficou ruim. Littbarski gosta de jogadores mais participativos, que não joguem só com a bola no pé e ajudem mais na marcação, mas Diego foge a este estilo.

Por outro lado, Rodrigo Possebon, 22 anos, quatro anos mais jovem e com um porte físico mais imponente do que Diego, ficou com fama de futuro talento na Europa ao ser contratado pelo Manchester United e jogar na Seleção Sub-20 da Itália. Seu golaço contra o Santo André, assistido por Littbarski na concentração do Wolfsburg, convenceu o técnico der que a troca, sugerida pela direção do Santos, era um bom negócio para o clube alemão:

“O Possebon é jovem e tem talento. Seu estilo se encaixará como uma luva no futebol alemão. Mas, pelo prestígio que Diego tem na Alemanha, pedimos que, além do passe de Possebon, que o Santos se comprometeu a liberar junto ao Manchester, o Wolfsburg receba uma compensação financeira de meio milhão de euros. O Santos concordou, então posso anunciar que o negócio está fechado”, disse Littbarski ao diário Wolfsburger Allgemeine.

Próximo negócio é a troca de Edu Dracena por Alex

Diante do sucesso das duas trocas que trarão de volta à Vila Belmiro os campeões brasileiros de 2002 Renato e Diego, a diretoria do Santos tem mantido contatos com o Chelsea para concretizar a troca do zagueiro Alex por Edu Dracena. Os ingleses não estão muito satisfeitos com Alex e preferem um zagueiro mais firme, de personalidade mais forte, um verdadeiro líder, que foi campeão em todos os clubes pelos quais passou, como é o caso de Dracena. Ontem o jornal Sunday Times noticiou em seu caderno de esportes: “Exchange is close. Dracena can come at any moment”.

O que você achou das trocas? Acha que Renato e Diego ainda serão titulares no Santos?