Para poupar os titulares que se dividiram entre o título paulista e a classificação para a fase final da Copa Libertadores, o técnico Muricy Ramalho escalará um time de reservas para a estreia do Santos no Campeonato Brasileiro, hoje, às 21 horas, na Vila Belmiro, contra o Internacional.

Para defender a escrita de nunca perder na Vila Belmiro para um time gaúcho, o Santos entrará em campo com Aranha, Bruno Aguiar, Vinícius e Bruno Rodrigo; Pará, Rodrigo Possebon, Charles, Felipe Anderson e Alex Sandro; Tiago Alves e Keirrison. Pode ser uma equipe de reservas, mas tem qualidades e pode surpreender o campeão gaúcho.

Na defesa, não creio que o Santos perderá muito. Aranha é um bom goleiro, experiente, e poderá dar conta do recado. Os zagueiros Bruno Aguiar, Vinícius Simon e Bruno Rodrigo formarão uma linha sólida, difícil de ser transposta. Nas laterais, Pará e Alex Sandro chegaram a ser titulares em algumas partidas. Não devem sentir a responsabilidade.

O ataque, com Tiago Alves e Keirrison, obviamente sentirá a falta de Neymar, mas entre Keirrison e Zé Eduardo, é difícil, hoje, dizer quem merece ser titular. Só no meio-campo é que a coisa poderá se complicar muito.

Rodrigo Possebon é limitado, Charles tem fama de ser bom, mas até agora só esteve no departamento médico, e Felipe Anderson tem potencial de craque, mas ainda é muito jovem. É o tipo de jogador que um dia se firmará, mas não se sabe quando. Se os três jogarem bem e se entenderem, o Santos poderá até surpreender o Internacional. Se forem dominados pelo adversário, o Alvinegro Praiano sofrerá sua primeira derrota, na Vila, para um time do Rio Grande do Sul.

Internacional de Falcão tem dois desfalques

Mas se o Santos terá alguns meio-tituoares, o Inter também terá de utilizar alguns reservas, pois estão lesionados Andrezinho e D’Alessandro, além do lateral-direito Nei. Assim, o técnico Falcão, que nunca esteve na Vila Belmiro nos tempos de jogador, deverá escalar seu time com Renan; Daniel, Bolívar, Rodrigo Moledo (Índio) e Kleber; Bolatti, Guiñazu, Tinga e Oscar; Zé Roberto e Leandro Damião.

Na história do Campeonato Brasileiro, Santos e Internacional se enfrentaram 43 vezes, com 17 vitórias do Santos e 16 do Inter, além de 10 empates. Para completar, a arbitragem será de Sandro Meira Ricci.

A oportunidade de muitos que pretendem ser titulares

Como se sabe, na China o mesmo ideograma que exprime “crise” quer dizer “oportunidade”. Pois é justamente neste momento delicado, em que o Santos se vê obrigado a descansar seus titulares, que outros jogadores podem provar que merecem mais espaço na equipe.

Todos nós já falamos de Felipe Anderson ou Vinícius Simon. Também já pedimos a promoção de Tiago Alves e Keirrison no lugar de Zé Love. E também esperamos ansiosamente por Charles. Alguns preferem Alex Sandro a Léo, muitos queriam que Edu Dracena e até mesmo Rafael fossem para a reserva. Pois bem… Hoje é o dia dos reservas provarem que não nasceram para serem eternos reservas e que merecem essas reivindicações dos torcedores.

Por saber que para estes santistas que estarão em campo a partida será fundamental para suas carreiras, acredito em um bom jogo, disputado e equilibrado. E acredito também que, como será a primeira partida na Vila Belmiro depois do título paulista, o torcedor da Baixada Santista comparecerá.

E você, o que espera de Santos e Internacional? Quais desses jogadores do Santos deverão se firmar e um dia serão titulares?