Pelo regulamento, Santos deveria decidir vaga contra Once Caldas no Brasil.

Pelo que se entende do regulamento da Copa Libertadores, o time com melhor campanha tem a vantagem de fazer em casa o segundo jogo dos confrontos eliminatórios. Por isso o Santos teve de ir ao México enfrentar o América. E por isso o Once Caldas terá, ou teria, de fazer a segunda partida na Vila Belmiro. Mas não é isso que está no site oficial da Conmebol.

Veja que, segundo o site, o Santos fará o primeiro jogo contra o Once Caldas no Brasil, no dia 11 de maio, e na quarta-feira seguinte, dia 18, terá de ir a Manizales, na Colômbia, enfrentar o mesmo adversário.

Confira aqui o site da Conmebol dando o segundo jogo no campo do Once Caldas

Deve haver alguma coisa errada aí, pois o Santos foi o melhor dos segundos colocados, com 11 pontos ganhos, no Grupo 5, enquanto o Once Caldas ficou em segundo lugar no Grupo 1 com apenas sete pontos.

Se foi apenas um erro do editor do site, tudo bem. Do contrário, é bom a diretoria do Santos se mexer. A não ser que ela considere satisfatório para o Santos fazer o primeiro jogo em casa – pois diminuiria o desgaste de uma viagem em meio às finais do Campeonato Paulista – e depois garantir a classificação lá em Manizales. Será que vale a pena? O que você acha?

Time só deve desembarcar em São Paulo hoje à noite

O leitor Vaz Worrell informa que, segundo uma amiga sua que faz parte da Torcida Jovem, a delegação santista só embarcará para o Brasil entre 10 e 11 horas da manhã de hoje. Portanto, só chegará a São paulo na noite desta quinta-feira.

Copa América não deve tirar jogadores do Santos

Se o Santos conseguir chegar à final da Copa Libertadores, não precisará perder seus principais jogadores para a Seleção Brasileira que disputará a Copa América, na Argentina. Isso porque a competição começará dia 7 de de julho e os dois jogos da decisão da Libertadores serão realizados dias 15 e 22 de junho.

Santos é o (que restou do) Brasil na Libertadores

Depois de uma noite terrível para o futebol brasileiro, em que quatro representantes do país foram eliminados, o Santos ficou mesmo com a responsabilidade de ser o único time do Brasil nas quartas-de-final da principal competição das Américas.

O Cruzeiro, tido, unanimemente, pelos jornalistas esportivos brasileiros, como a melhor equipe do País, jogou em casa contra o Once Caldas, da Colômbia, e mesmo podendo até perder por 1 a 0, já que vencera a primeira partida por 2 a 1, foi derrotado por 2 a 0 e eliminado da competição.

Campeão da Libertadores o ano passado, o Internacional, considerado pelos mesmos jornalistas como a segunda melhor equipe do país, jogou em casa contra o Peñarol, do Uruguai, e perdeu, de virada, por 2 a 1 – o que também o eliminou, pois tinha empatado em Montevidéu por 1 a 1.

Atual campeão brasileiro, o Fluminense podia até perder por 1 a 0, 2 a 1 ou 3 a 2 do Libertad, no Paraguai, mas caiu por 3 a 0 e disse adeus ao sonho de conquistar sua primeira Libertadores.

Mesmo com alguns desfalques, o Grêmio tentou manter o estigma de “imortal” contra o Universidad Católica, no Chile, mas acabou perdendo de novo, desta vez por 1 a 0, para o mesmo adversário que já o tinha vencido no Olímpico por 2 a 1.

Assim, o Santos de Neymar, Ganso, Elano e do técnico Muricy Ramalho tornou-se o único representante brasileiro Copa Libertadores e agora enfrentará o Once Caldas nas duas próximas quartas-feiras, dias 11 e 18 de maio.

Uma pergunta que não quer calar: será que agora a tevê aberta transmitirá os jogos do Santos pela Libertadores, ou continuará dando mais importância à secundária Copa do Brasil do que à principal competição das Américas? O que você acha?