A aconchegante e histórica Vila Belmiro jamais teve a honra de decidir um título paulista em um jogo único, como hoje. Em 1964, mesmo que perdesse para a Portuguesa (ganhou por 3 a 2), o Santos disputaria um jogo-extra com o adversário. Hoje, não. Quem ganhar, leva.

Será emocionante e bem disputado. O Santos é superior. Os jogadores mais credenciados em campo serão Neymar e Elano, e hoje eles quererão assumir a responsabilidade de definir a partida. Mas o alvinegro da capital tem jogadores que, dependendo do dia, também podem jogar muito bem, como Jorge Henrique, Bruno César, Dentinho, Liédson.

Os dois técnicos são bons. Muricy Ramalho é melhor, enxerga o jogo com mais propriedade, mas Tite não é ruim. Creio que o técnico corintiano tentará armar um esquema de marcação para anular os principais jogadores santistas. Porém, não tenho dúvidas de que Muricy fará o mesmo.

Será um jogo amarrado? Creio que sim, a não ser que o gol saia rápido e obrigue um dos times a se expor mais. Marcar primeiro poderá ser decisivo, principalmente se o Santos o fizer, pois é muito mais difícil para o time visitante reagir nestas circunstâncias.

Creio que, como os principais jogadores estarão muito marcados, talvez seja o dia em que coadjuvantes poderão decidir a partida, como Alan Patrick fez contra o Once Caldas na Colômbia.

É o tipo de jogo que poderá se tornar fácil para o Santos, se conseguir sair com uma boa vantagem – dois gols, por exemplo – já no primeiro tempo. Também acredito que o Alvinegro Praiano terá mais a posse de bola e, consequentemente, criará mais oportunidades para marcar.

Bruno César pode estar machucado

Quem sai de um treino, a cinco dias para um jogo decisivo, com a mão na virilha, não fica bom a ponto de jogar. Não sou médico, mas já tive esse problema quando jogava. Para ficar bom, mesmo, é preciso duas semanas de recuperação. A mesma situação se aplica a Paulinho, que ficou fora do treino um dia desses também com dores na coxa.

Por isso, não me surpreenderia se Tite começasse a partida com Morais no lugar de Bruno César e se substituísse Paulinho no transcorrer da partida – o que seria uma perda terrível para o time, que só teria Ralf para jogar como volante.

Um bom dia para as avançadas de Jonathan e Léo

Como a marcação pelo meio deverá ser forte, hoje pode ser um bom dia para as avançadas dos laterais Jonathan e Léo, não necessariamente ao mesmo tempo. Jonathan tem a vantagem de bater muito bem a gol, enquanto Léo deverá fazer triangulações com Neymar e Alan Patrick.

Enfim, um bom jogo de futebol, que pode se transformar em complicada partida de xadrez, nos espera esta tarde. Que seja disputado, mas limpo, sem violência e sem interferência do árbitro. E que nas arquibancadas também reine a paz.

Meu palpite? 3 a 1 para o Santos, que também pode ser 2 a 0. Enfim, uma vitória por dois gols de diferença. Mas poderá ser até mais, se o Corinthians perder o controle diante da pressão santista.

Reveja o último Santos e Corinthians pelo Campeonato Paulista disputado na Vila Belmiro, no Paulista de 2010:

http://youtu.be/fRFcQhRy-Ho

E você, que opinião tem sobre a decisão histórica de logo mais?