O Santos chegou ao meio-dia em Montevidéu, onde amanhã, às 21h50m, enfrenta o Peñarol, no estádio Centenário, pelo primeiro jogo da decisão da Copa Libertadores de 2011.

Nunca, desde o título de 1963, o Alvinegro Praiano esteve tão próximo de tornar-se campeão sul-americano. Apesar dos desfalques de Léo, Jonathan, Paulo Henrique Ganso e Edu Dracena, os santistas acreditam em um bom resultado. Afinal de contas, Neymar e Elano estarão em campo, e a equipe não perdeu mais na Libertadores desde que o técnico Muricy Ramalho assumiu o comando da equipe.

Aos guerreiros que vão para a batalha, uma doce homenagem na voz de um admirador do futebol-arte, o mestre Chico Buarque de Holanda:

E se puderem, Pará, Alex Sandro & Cia, nos mandem uma notícia boa