Toninho Guerreiro marca o gol do título da Recopa Mundial contra a Inter, em Milão – em uma das 371 vitórias internacionais do Santos, segundo pesquisa de Leonardo Devezas (Fotos: Blog do Odir).

Costumo dizer que o maior patrimônio do Santos é sua riquíssima história. Por isso, preserva-la é uma missão valiosa, quase sagrada. De que adiantaria ter realizado tantas façanhas, se fossem esquecidas?

Valorizo demais o trabalho do historiador, do pesquisador das coisas do Alvinegro Praiano. Tiro meu chapéu para companheiros como o professor Guilherme Nascimento, que está produzindo um almanaque completo, com a ficha de todos os jogos do Santos; para Guilherme Guarche, autor de tantos livros, que cuida do departamento de Memória do Santos como se fora um filho; para o jovem Marcelo Fernandes, nosso querido santista do Grão Ducado de Luxemburgo, que me ajudou no trabalho de Unificação dos Títulos Brasileiros; para o nosso patrono, o saudoso Adriano Neiva, o Devaney; para os escritores José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta; para o jornalista Vladir Lemos; para todos que ainda não conheço e gostaria de conhecer e para os jovens que começam a pegar gosto pela pesquisa histórica do futebol.

Entre esses jovens que este blog me deu a alegria de conhecer, está Leonardo Devezas, um administrador de empresas de 28 anos, natural de Santos, onde mora, que tem se dedicado à pesquisa da história do Santos e do futebol e já tem alguns trabalhos dignos de elogio.

“Há dois anos passei a pesquisar e buscar informações, principalmente de jogadores antigos e recordes, e me deparei com um déficit de informações altíssimo nos meios de comunicação. Assim, iniciei o blog. Comecei com uma pequena idéia, há quatro meses, e vejo que isso está se tornando algo palpável e aumentando dia após dia”, diz Leo.

Para dar uma idéia do trabalho de Leonardo Devezas, separei uma pesquisa muito interessante que ele fez e que você não verá em lugar algum, a não ser em um blog de pesquisador santista.

O autor destaca que este trabalho se refere apenas aos jogos do Santos contra clubes estrangeiros. Ou seja, não estão computadas as partidas contra seleções nacionais, seleções locais e combinados.

A pesquisa, que, segundo Leo, tem uma margem de erro de menos de 2%, relaciona os times brasileiros que mais fizeram jogos internacionais até o final de 2010. Veja que maravilha:

Clubes brasileiros com mais jogos internacionais (até 2010)

1 – SANTOS FUTEBOL CLUBE – 599 JOGOS
Retrospecto: 365 V, 106 E e 128 D
Números: 1.483 GP, 837 GC e 646 SG

2 – CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO – 526 JOGOS
Retrospecto: 279 V, 102 E e 145 D
Números: 1.047 GP, 678 GC e 369 SG

3 – CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA – 507 JOGOS
Retrospecto: 251 V, 120 E e 135 D
Números: 966 GP, 655 GC e 311 SG

4 – SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE – 432 JOGOS
Retrospecto: 223 V, 103 E e 106 D
Números: 821 GP, 508 GC e 313 SG

5 – BOTAFOGO DE FUTEBOL E REGATAS – 409 JOGOS
Retrospecto: 225 V, 84 E e 99 D
Números: 858 GP, 538 GC e 320 SG

6 – SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS – 394 JOGOS
Retrospecto: 225 V, 93 E e 76 D
Números: 808 GP, 449 GC e 359 SG

7 – FLUMINENSE FOOTBALL CLUB – 308 JOGOS
Retrospecto: 164 V, 70 E e 74 D
Números: 660 GP, 409 GC e 251 SG

8 – CRUZEIRO ESPORTE CLUBE – 300 JOGOS
Retrospecto: ?? V, ?? E e ?? D
Números: ??? GP, ??? GC e ??? SG

9 – GRÊMIO FOOT-BALL PORTO ALEGRENSE – 298 JOGOS
Retrospecto: 165 V, 78 E e 55 D
Números: 570 GP, 317 GC e 253 SG

10 – SPORT CLUB INTERNACIONAL – 277 JOGOS
Retrospecto: 140 V, 82 E e 55 D
Números: 493 GP, 289 GC e 204 SG

11 – SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA – 258 JOGOS
Retrospecto: 137 V, 58 E e 63 D
Números: 518 GP, 325 GC e 193 SG

12 – CLUBE ATLÉTICO MINEIRO – 186 JOGOS
Retrospecto: 92 V, 51 E e 43 D
Números: 357 GP, 223 GC e 134 SG

Com os 13 jogos que fez este ano pela Libertadores, o Santos chegou a 612 partidas e 371 vitórias internacionais, ou seja, 86 partidas e 92 vitórias a mais do que o segundo colocado, o Flamengo, e 180 partidas e 148 vitórias acima do São Paulo. Não é à toa que o time de Pelé, Robinho e Neymar seja o brasileiro mais conhecido e respeitado no mundo.

Se, por curiosidade, você quiser comparar o retrospecto internacional do Santos com o do co-irmão alvinegro da capital, chegaremos a uma diferença acachapante de 352 jogos e 234 vitórias de vantagem para o Alvinegro Praiano (contando também os dois jogos internacionais que o Corinthians fez em 2010, contra o Tolima, que, porém, não lhe acrescentaram nenhuma vitória no currículo).

Considerei importante essa pesquisa do Leonardo Devezas porque é inédita e explica porque o Santos continua sendo o clube brasileiro mais conhecido e respeitado no exterior. Imagine só o público que assistiu a este 612 jogos internacionais do Santos, nos cinco continentes, as histórias que passaram de pai para filho sobre o Time dos Sonhos, a repercussão na mídia, e verá porque a mística da camisa branca ainda paira sobre o mundo.

Clique aqui para entrar no \"Blog do Leo Devezas\" e ver mais pesquisas interessantes

O que você achou da pesquisa do Leo Devezas? Você já sabia que o Santos tinha tantos jogos internacionais a mais do que os outros times brasileiros?