Dá para imaginar esse trio jogando pelo Santos?

Em poucos momentos de sua história o Santos deu a seus torcedores tantos motivos para ser feliz. Ter um time vencedor, que ganhou quatro títulos em um ano e meio, e contar com os dois melhores jogadores brasileiros do momento, entre eles o ídolo do País, não é para qualquer um. Mas é um momento que também exige cuidados. Qualquer decisão pode levar o clube e o time a um patamar acima, como rebaixa-los. Minha opinião sobre algumas questões cruciais:

Vender Ganso seria um grande erro. Vender Neymar seria um erro colossal

Sei que não depende só do clube, mas, no que depender, deve fazer das tripas coração para manter os dois no elenco. Eles são a esperança de elevar o Santos ao mesmo nível dos grandes times do mundo e de quebrar um paradigma que poderá mudar a expectativa do futebol sul-americano. Onde está escrito que todo craque surgido no nosso continente tem de ir para a Europa para se consagrar? A consagração e a fortuna podem, sim, ser encontradas aqui mesmo no Brasil.

Clubes europeus já não estão tão ricos

Mesmo precisando muito de um jogador que dispute a coroa com Messi, o Real Madrid não tem como pagar mais do que 50 milhões de euros por Neymar, ou oferecer-lhe um salário tão maior aos rendimentos que terá no Brasil. É só analisar a economia espanhola e a brasileira para perceber que o dinheiro está saindo de lá e vindo pra cá.

Com a Copa, a visibilidade maior estará aqui

Com a Copa no Brasil, a visibilidade do futebol brasileiro voltará a estar em alta e, talvez continue depois de 2014. Hoje, Ganso e Neymar deixarem o Santos, que lhes dá títulos e lhes deram a titularidade da Seleção Brasileira, para se mudarem para a Europa, seria trocar o certo pelo duvidoso.

A maturidade de Neymar

Com classe e educação elogiáveis, Neymar tirou de letra quando quiseram saber, em sua primeira entrevista em Buenos Aires, o que achou da declaração de Maradona chamando-o de mal educado. Disse que era fã de Maradona e deu o assunto por encerrado. Vi na atitude de Neymar a influência positiva de Eduardo Musa, do marketing do Santos, que tem dado assessoria ao Menino de Ouro e evitado que ele se perca pela boca. Neymar é outro cara depois que Musa foi escalado para lhe fazer marcação homem a homem.

Obrigado e adeus Alan Patrick, Zé Eduardo…

Ouvi ou li em algum lugar que Zé Eduardo pediu para o presidente Luis Álvaro conseguir que ele fique no Santos até o final do ano e que o presidente ficou de tentar. Seria um erro enorme. O Santos foi campeão da Libertadores apesar de Zé Eduardo, que colocou em risco a conquista com sua extrema falta de habilidade. Que vá com Deus! Foi uma dádiva dos céus encontrar um clube que pagasse tanto por ele. Em menores proporções o conceito se aplica a Alan Patrick, um bom jogador, mas que nem é melhor do que Felipe Anderson, outro que poderá explodir nesse segundo semestre.

Bem-vindo Diego!

O Santos precisará de mais um ou dois jogadores de meio-campo e mais um atacante de bom nível. Estou certo de que o clube quer trazer Diego e Zé Roberto. Resta saber se eles também querem e se haverá parceiros interessados em dividir esse investimento. Outra questão é a tática: como Muricy prefere apenas um meia ofensivo, Diego só viria se Ganso ou mesmo Elano saíssem do time. Por isso, Zé Roberto se encaixaria melhor no time. Acho viável se fazer apostas baratas, como as de Roger e Richely, mas não se pode esperar que resolvam o problema.

É hora de depurar o elenco

Espero que Fernando Silva, Pedro Nunes da Conceição, enfim, a diretoria de futebol, se reúna com Muricy Ramalho, Tata, e analisem com calma quem deve continuar e quem deve sair do Santos. Há jogadores, como o simpático “sem medalha” Rodrigo Possebon, que não podem jogar em um clube de ponta, mas podem se dar bem em agremiações menores.

Desde 2002, média de um título por ano!

Só se passaram oito anos e meio desde que o Santos conquistou o título Brasileiro de 2002 e nesse período o clube já levantou oito taças importantes, em uma média admirável de uma por ano. Vejamos: 1 Libertadores, 2 Brasileiros, 1 Copa do Brasil e 4 Paulistas.

Logo mais, o grande jogo no futsal

Hoje, às 13h30m, Santos e Corinthians se enfrentarão pelo Campeonato Paulista de Futsal, com transmissão da ESPN Brasil. Vale a pena ver o clássico dos alvinegros. O Santos precisa da vitória para subir na tabela.

E você, o que pensa deste momento especial do Santos?