Incapaz de dar-se um descanso, Muricy Ramalho tem dito que o Santos precisa jogar para ser campeão brasileiro, pois só isso levará o time ao nível de competitividade ideal para disputar o Mundial da Fifa. Concordo. E digo mais: se ele acha que ainda dá para ser campeão nacional, não serei eu quem duvidará.

A distância para o líder é muito grande. Mesmo que vença seus dois jogos atrasados, o Alvinegro Praiano ficará a 11 pontos do primeiro colocado. Mas, quando se sabe do potencial que o Santos terá com a volta de seus titulares, e quando se vê o jeito temeroso do alvinegro da capital jogar, percebe-se que é possível, sim, empreender a maior reação já vista em um Campeonato Brasileiro.

É possível porque, com as voltas de Neymar, Paulo Henrique Ganso e Elano, além dos reforços de Borges, Henrique, Ibson e mesmo de Alan Kardec e Leandro Silva, o Santos tem o melhor elenco dos times do País. E, sem dúvida, tem também no incansável Muricy o melhor técnico.

Ponteiros estão claudicantes

Ontem vi o Flamengo, mesmo jogando em casa, ser dominado pelo Ceará. O empate foi injusto, pois o time de Fortaleza merecia vencer. E vi também o São Paulo, em pleno Morumbi, empatar com o Atlético Goianiense após liderar o marcador duas vezes. E, é bom lembrar, o São Paulo é o segundo e o Flamengo o terceiro colocado neste Campeonato Brasileiro.

Tenho visto também o Corinthians, que tem vencido seus jogos jogando no contra-ataque. Algumas das vitórias foram bem enganosas, pois tiveram de contar com a falta de pontaria dos adversários. Este seu retrospecto de nove vitórias em 10 jogos é utópica e logo tenderá a estabelecer-se em números reais.

Copa América só atrapalhou. Brasileiro começa agora

Hoje se decide a desinteressante Copa América e podemos ter um desfecho tremendamente bizarro, que seria o título de um time sem vitórias. Isso mesmo. Se empatar a partida e vencer a cobrança de penalidades, o Paraguai será o primeiro campeão sem vitórias.

A decisão de Mano Menezes de tirar três jogadores do Alvinegro Praiano para servir a Seleção, entre eles Neymar e Ganso, os melhores do País no momento, e manter os adversários intactos, prejudicou tremendamente o Santos no campeonato nacional.

Um quarto da competição já se foi e só agora Muricy poderá colocar o seu melhor time em campo. Isso tornou a luta desigual a deu a outros concorrentes ao título uma vantagem enorme. Mais justo seria ter convocado apenas um jogador de cada time, o que não esvaziaria a principal competição nacional.

E você, concorda com Muricy que ainda dá para ser campeão?