Cerca de 650 pessoas, quase todas garotas adolescentes, esperavam Neymar no aeroporto de Belém. Para passar no corredor de fãs, o Menino da Vila teve de ser protegido por seguranças. Quando o ônibus da Seleção partiu para o hotel, as garotas o seguiram e voltaram a se aglomerar embaixo da janela do quarto do ídolo. Uma rua teve de ser fechada para garantir a privacidade do jovem craque do Santos.

Desde Pelé o futebol brasileiro não tinha um jogador de futebol tão idolatrado. Neymar é adorado não só por ser um craque, mas por seu incrível carisma.

No lançamento do Dossiê, ontem, no Museu do Futebol, falei com o presidente do Santos, Luis Álvaro Ribeiro, sobre a ideia de se criar um fundo entre os torcedores santistas para manter Neymar no Brasil até a Copa de 2014, ou mais. Ele achou viável, mas terá de consultar o departamento jurídico do clube para ver como isso poderá ser feito. Se você quer ajudar a mudar o eixo do futebol mundial, prepara-se…

Qual será o limite para a Neymarmania, que já chegou em Belém?