A bola veio alta, jogada com as mãos pelo goleiro Djoni. Falcão matou no peito na área do Suzano, de costas para o goleiro. Em seguida o melhor jogador de futsal do mundo projetou o corpo no ar e puxou, de esquerda, no canto esquerdo, rasteiro, marcando o terceiro gol do Santos na prorrogação e definindo a passagem do Alvinegro Praiano para a semifinal do Campeonato Paulista – uma classificação que parecia quase impossível depois da derrota no primeiro jogo, na Vila Belmiro.

Parecia muito difícil porque hoje o Santos teria de vencer no tempo normal e depois vencer novamente na prorrogação de 5 x 5 minutos. Como fez vários jogos no Paulista com o time sub-20, já que teve vários jogadores convocados para a Seleção Brasileira, o Santos fez uma campanha inferior ao Suzano e ainda foi surpreendido no primeiro jogo das quartas, na Arena Santista, que perdeu por 3 a 2. Assim, precisava de duas vitórias consecutivas hoje para passar à semifinal, em uma façanha parecida com aquela do futebol de campo contra o Fluminense, na semifinal do Brasileiro de 1995. Lembra?

Começo muito difícil

O começo não poderia ter sido mais preocupante. O Suzano abriu o marcador logo aos 2 minutos de jogo, com Sakai. O Alvinegro Praiano passou a dominar a partida, mas só empatou na segunda metade do primeiro tempo, com Deives, o artilheiro do time e do Campeonato Paulista, que marcou o seu 19º gol na competição. Até o final da primeira etapa os dois times perderam várias chances.

O técnico Ferretti usou uma tática inteligente de trocar todo o time de tempos em tempos, descansando os jogadores para a provável prorrogação. Obviamente ele foi ajudado pelo fato de o Santos ter o melhor elenco do futsal brasileiro e ser a base da Seleção nacional.

Mas a virada santista só veio no início do segundo tempo, com um chute de Neto que foi desviado em um jogador adversário. Depois, o Suzano pressionou, mas no final da partida, em um contra-ataque, Ricardinho marcou o terceiro e definiu o jogo. Faltava, porém, vencer também na prorrogação curtinha.

Santos arrasador

O tempo era escasso. Então, o time do técnico Ferretti tratou de ir pa cima do Suzano. A determinação deu resultado. Aos dois minutos Neto ganhou na prensada com Sakai, tocou para Falcão que passou para Ricardinho. Este dominou com calma entre dois adversários e deu a Neto, que de biquinho fez 1 a 0.

Não se passou nem um minuto e o Alvinegro Praiano chegou ao segundo gol. Deives dominou a deu a Falcão, que tocou pelo alto para Ricardinho encher o pé no ângulo direito. Golaço!

Antes do final do primeiro tempo, viria o gol espetacular de Falcão, que definiu o jogo e coroou a grande reação santista. Assim, com vitórias de 3 a 1 no tempo normal e 3 a 0 na prorrogação, o futsal do Santos já tem mais uma grande história de virada para contar.

Que venha o adversário da semifinal. Depois da vitória de hoje, parece que nenhuma proeza é impossível para esta equipe – que teve sete jogadores convocados para defender o Brasil na Copa América.

Viu o jogo pela ESPN? Que tal esta virada espetacular do futsal do Santos?