A imprensa de Madrid está ironizando o presidente do Santos, Luis Álvaro Ribeiro, que disse nunca ter dito uma frase que a rádio RAC 1 faz questão de repetir no seu site. Nela, Luis Álvaro afirma que Neymar está mais perto do Barcelona do que do Real.

“Não há nada assinado, mas tenho conversado com o Sandro Rossel (presidente do Barcelona) e, neste momento, o Neymar está mais perto do Barcelona do que do Real Madrid. Minha esperança é que ele mude de ideia se o Santos ganhar o Mundial e resolva continuar aqui”, disse o presidente santista. Para confirmar, o jornal esportivo Marca deu um link para a frase.

Quando se sabe que a imprensa do mundo está atrás de algo sobre a transferência de Neymar, alguém do Santos, principalmente o presidente, não pode produzir declarações que alimentem essa onda de boatos.

Como tem dificuldades para se segurar diante de um microfone, aconselho Luis Álvaro a evitar entrevistas sobre Neymar e Ganso. Ou apenas repita que são do Santos e permanecerão no Santos. Essas declarações contraditórias conturbam o ambiente e nada ajudam o técnico Muricy Ramalho, empenhado em fazer os jogadores se concentrarem no Campeonato Brasileiro.

O risco de rebaixamento é real

Perceba, amigo(a) leitor(a), que o rebaixamento é como um sol, cujo poderoso imã atrai os times que por ali borboleteiam até o final do campeonato. Para se safar definitivamente, é preciso uma grande série de vitórias, o que nenhuma equipe tem conseguido.

Veja que o Corinthians teve um desempenho de rabeira nos seus últimos dez jogos, mas ainda continua em primeiro. E perceba que o Atlético Paranaense ganhou mais pontos do que o líder também nos últimos dez jogos, mas ainda continua na chamada zona da degola.

Depois de um começo muito bom, ou muito ruim, esse peso costuma perseguir o time pelo campeonato todo. Por isso, o jogo de hoje, contra o Avaí, é de suma importância. Uma derrota e o Santos voltará a ficar entre os quatro condenados. Uma vitória, a segunda fora de casa, e a situação melhorará bem. Torçamos…

Quero ver todo mundo no Museu do Futebol, dia 26

Reitero o convite para todos os santistas, palmeirenses e respeitadores da história real do futebol brasileiro comparecerem ao lançamento do Dossiê da Unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959, a ser realizado dia 26 deste mês, uma segunda-feira, no Museu do Futebol.

Espero que não tenham qualquer problema com a presença de palmeirenses, pois a festa também é deles. Aliás, seria uma boa oportunidade de realizarmos uma bela confraternização entre torcedores destes dois times que prezam o futebol clássico.

Lembro-me que lá no Museu do Futebol eu e Celso Enzelte lançamos o livro O Grande Jogo, falando dos confrontos entre Santos e Corinthians, e o clima de camaradagem entre santistas e corintianos foi espetacular. Nos divertimos muito. Vamos recriar o mesmo ambiente neste dia 26?

O que esperar do jogo de hoje à tarde, em Florianópolis?