Sem saber como tirar-lhe a bola, o jogador do Botafogo acerta a perna de Neymar, o homem dos sete instrumentos. Ontem o garoto fez mais um golaço e o Santos mostrou que poderia estar brigando pelo título (Foto: Ricardo Saibun/ Divulgação Santos FC).

Quem lutava pelo título era o Botafogo, mas quem dominou o jogo do começo ao fim e poderia ter até aplicado uma goleada foi o Santos. 2 a 0 foi pouco, mas valeu pelos belos gols de Neymar e Borges. As testemunhas que foram à Vila Belmiro ficaram com a impressão de que se o time tivesse jogado sempre assim, o Santos seria líder disparado deste Campeonato Brasileiro.

Veja, querido leitor e querida leitora, que o Santos, que não tem mais jogos atrasados a cumprir, está com 41 pontos, 13 a menos do que o líder, o alvinegro da capital. Pois bem: caso não tivesse perdido na mesma Vila Belmiro, para Flamengo, Coritiba, Figueirense e Grêmio – ou melhor, caso tivesse vencido essas partidas, o que seria a lógica – teria agora 53 pontos e estaria totalmente na briga pelo título.

Será que ainda dá?

Estou com a tabela na minha frente e imaginando se o Santos vencer todos os jogos que lhe faltam. Como são oito, chegaria a 65 pontos. Será que ainda seria possível sonhar com o título. Acho que não, mas que seria gostoso de ver oito vitórias seguidas, seria…

A maratona começa domingo contra o Flamenfo, no Rio. Depois que o time de Vanderlei Luxemburgo, apesar de ajudado pela arbitragem, foi goleado pelo Universidad do Chile por 4 a 0, ontem, já não acho tão difícil uma vitória santista. Em seguida, o Alvinegro Praiano jogará em casa contra Atlético Paranaense e Vasco. Sairá para pegar o Ceará, jogará em casa contra o Atlético Goianiense, enfrentará o Coritiba no Paraná, o Bahia na Vila e encerrará sua participação no Brasileiro contra o São Paulo, no Morumbi. Se jogar com a vontade de ontem, pode, sim, enfiar uma série de vitórias consecutivas.

Neymar, na cola de Messi

A moda agora é comparar Messi a Neymar, Neymar a Messi. Só esta comparação já mostra que hoje o Menino de Ouro estaria em qualquer lista dos três melhores do mundo. Mas a verdade é que ainda não dá para comparar um e outro. O argentino-espanhol está na frente. Temos de admitir.

Messi joga em um time em que a bola flui como uma nota musical em uma orquestra sinfônica. Ninguém desafina. Ela vai e volta redonda, sonora, ágil. No Santos, Neymar é o homem dos sete instrumentos, o faz-tudo. Ninguém do time atual, a não ser o Ganso, consegue acompanhar seu talento e inteligência.

Por isso, hoje, por mais que amemos Neymar, não dá para dizer, ainda, que o garoto é o melhor do mundo. Porém, ele está em franca evolução e é bem mais jovem do que Messi. Um dia o reinado será dele, não há dúvida. E só esta certeza já deveria fazer os estádios se encherem para ver o prometido.

Por falar em Neymar, reveja os melhores momentos de Santos 2 x 0 Botafogo e mais um golaço do Menino:

http://youtu.be/FLD3zKbxmbo

O que você achou da vitória sobre o Botafogo? Será que se ganhar os oito jogos que faltam, o Santos ainda poderá brigar pelo título?