O jogo que mais atrapalhou o Santos neste Brasileiro foi aquele 4 x 5 contra o Flamengo, na Vila Belmiro. Se tivesse ganhado, como deveria, o Alvinegro Praiano estaria brigando pelo título. Mas a derrota inexplicável desanimou a equipe, que ficou alguns jogou sem se encontrar. Hoje, às 18 horas, no Engenhão (com transmissão pelo Sportv), o Santos terá pela frente um adversário desfalcado e desmoralizado. É a chance da desforra!

Enquanto o Alvinegro terá Neymar, o rubro-negro não poderá contar com Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, seus destaques no jogo do primeiro turno. Outro detalhe é que o técnico Muricy Ramalho se recupera de uma cirurgia de hérnia de disco e será substituído pelo interiro Tata, que já dirigia muito bem o time na vitória contra o Botafogo, no meio da semana.

Tata, que foi centroavante, segura menos o time. Com ele, o Santos terá Neymar, Renteria e Alan Kardec no ataque, já que Borges está machucado. Outra opção seria colocar Ibson no lugar de Renteria, mas espero que Tata não faça isso. Infelizmente, Ibson foi uma péssima contratação – cara e ruim – e justifica isso a cada vez que entra em campo.

Ontem, Fluminense e Botafogo perderam. Caso o Santos vença e outros favoritos ao título tropecem, a esperança, mesmo que pequena, renascerá. E enquanto há um fio de esperança, é preciso lutar por ele.

Hoje o time mais provável do Santos será Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Durval; Adriano, Henrique, Arouca e Renteria (ou Ibson); Neymar e Alan Kardec. O Flamengo deverá jogar com Felipe, Leonardo Moura, Wellinton, Alex Silva e Júnior César; Airton, Willians, Maldonado e Renato Abreu; Diego Maurício e Deivid. A arbitragem será de Paulo H. Godoy Bezerra (SC), auxiliado por Carlos Berkenbrock (FIFA-SC) e Kleber Lúcio Gil (SC).

Neymar poderá decidir

O técnico Vanderlei Luxemburgo pode ter muitos defeitos, mas não creio que pedirá uma marcação violenta sobre Neymar, jogador que ele viu nascer na Vila Belmiro. Bem, espero não estar enganado.

Lançamento do Dossiê na Vila Belmiro

Sexta à noite vivemos mais um momento de profunda felicidade proporcionado pelo Santos e os santistas. O clube colocou o Salão de Mármore à disposição do lançamento do Dossiê e não poderíamos ter imaginado uma noite mais alegre, ao lado de amigos tão queridos. Todos os principais formadores de opinião da comunidade santista em Santos estavam presentes, como Ademir Quintino, Kako Ferreira, Alex Frutuoso, Guilherme Guarche, Guilherme Nascimento,Ted Sartori, Passarinho, José Calill, pessoal da Rádio Cacique, da Rádio ABC, das tevês de Santos, entre tantos outros.

Os ídolos eternos Pepe, Mengálvio e Dorval compareceram e contaram boas histórias das conquistas da Taça Brasil que tornaram o Santos o único legítimo pentacampeão brasileiro.

Diretores, conselheiros (Almir Almeida, Reinaldo…) e funcionários do Santos estiveram presentes, com destaque para o vice-presidente Odílio Rodrigues, que muito honrou a mim e ao José Carlos Peres com suas generosas palavras. Fiquei agradavelmente surpreso com o grande número de leitores deste blog no evento, como Fernando Ortega, que veio de Mato Grosso do Sul, e o impagável Khayat.

Há uma consciência de que nós temos agora a incumbência de divulgar o conhecimento que está no Dossiê e, com isso, impedir o esquecimento pretendido por tantos que sempre fizeram questão de manipular a história do nosso futebol segundo seus interesses. Mãos à obra!

Reveja agora o golaço de Neymar contra o Flamengo no primeiro turno, o mais bonito do Campeonato Brasileiro. Será que teremos algo parecido hoje?

Ah, e no mesmo jogo o Neymar fez mais este, aqui na voz de José Silvério:

E aí, será que hoje será mais um dia de Neymar? Será que o Santos repetirá o bom futebol apresentado contra o Botafogo?