Coluna publicada no jornal Metro de Santos ontem

Prezado senhor Neymar da Silva Santos, felicito-o por ser pai de um garoto de tantas qualidades, adorado por santistas e brasileiros. Como pai, o senhor é a árvore que gerou o fruto Neymar, e por isso merece todos os créditos. Pois, como está em Matheus, 12:33, é “pelo fruto que se conhece a árvore”.

Sei que o senhor é evangélico, que até hoje faz com que o filho doe 10% do que recebe do Santos para uma igreja de São Vicente. Cumprimento-o também por isso, pois em uma época de tanta ganância, tanta usura, desfazer-se de uma pequena fortuna todos os meses não é para qualquer um. É preciso ter fé em Deus e passar esse sentimento para a família.

Por isso, agora que propostas milionárias de clubes longínquos podem estar testando sua fé, como o diabo testou Jesus no deserto, permito-me lembrar algumas frases do Novo Testamento sobre esta delicada relação entre a fé e dinheiro:

Ninguém pode servir a dois senhores, porque se devotará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro (Mateus, 6:24).

Guardai-vos de toda e qualquer avareza, porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que possui (Lucas, 12:15).

O que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? (Mateus, 16:26).

É claro que o conforto é bem-vindo. Soube que o senhor já adquiriu, graças ao talento de Neymar, uma mansão no Guarujá, um apartamento triplex em Santos, um flat em São Paulo, um Porsche Turbo e muitos outros valiosos bens materiais, e que o rendimento mensal de seu filho lhe permitirá, sem sair do Brasil, comprar o dobro disso a cada ano. Bem, espero que não esteja mais preocupado com o futuro da familia…

Espero, também, sinceramente, que o senhor, que é tão ouvido e respeitado por seu filho, permita que ele fique no Brasil até que seja mais maduro para enfrentar um mundo distante e hostil. Aqui ele é amado, principalmente pelas crianças (Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a mim, porque deles é o reino dos céus. Mateus, 19:14).

Aqui ele poderá deixar um nome mais forte na história do futebol e do País, pois se tornará o primeiro jogador fora da Europa a ser escolhido como o melhor do mundo. Parece difícil? Ora, acredite (Se tiverdes fé, nada vos será impossível. Mateus, 17:20).

Como o senhor sabe muito bem, doar para a igreja é importante, mas não vale nada sem a prática diária dos ensinamentos (Ai de vós… porque dais o dízimo… e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia e a fé. Mateus, 23:23).

Assim, em meu nome, dos santistas, brasileiros, e Dele, eu peço ao senhor, Neymar da Silva Santos pai: permita que seu filho e que os que o amam sejam felizes por mais alguns anos. Não o aconselhe a sair do Santos antes da Copa de 2014. Ou o senhor acha que ter “Santos” no nome é apenas coincidência?

E você, o que diria ao pai de Neymar para convence-lo de que o melhor lugar do mundo para o seu filho é o Santos e o Brasil?