O zagueiro Bruno Aguiar fez dois gols contra o Ceará (um de falta!) e é um dos destaques do time reserva do Santos, hoje, em Curitiba (Foto: Comunicação Santos FC)

Na última vez que entraram em campo eles foram responsáveis por uma vitória de virada contra o Ceará, em Fortaleza. Até Diogo desencantou e fez gol. Portanto, que não duvidemos dos super reservas dos Santos que hoje, às 19 horas, no Couto Pereira, em Curitiba, enfrentam o bom Coritiba.

Como na partida contra o Ceará, o jogo nada vale para o Santos com respeito à classificação, mas é importante para ajudar o técnico Muricy Ramalho a escolher os jogadores que faltam para completar o elenco que viajará para o Mundial do Japão.

O time deverá iniciar a partida com Aranha, Leandro Silva, Bruno Aguiar, Vinícius Simon e Éder Lima; Anderson Carvalho, Possebon, Ibson e Felipe Anderson; Diogo e Alan Kardec. Destes, os favoritos para viajar são Aranha, Bruno Aguiar, Ibson, Felipe Anderson, Diogo e Alan Kardec. Será que Anderson carvalho também garantirá a vaga?

No banco de reservas ficarão o goleiro Vladimir, o zagueiro sub-20 Gustavo, o lateral-direito Crystian, o meia Breitner, o volante Alan Santos e os atacantes Renan Mota e Tiago Alves.

No primeiro turno, a derrota para o Coritiba, na Vila Belmiro, deixou o Santos na zona de rebaixamento e acabou com o sonho de lutar pelo título brasileiro. Se perder novamente hoje, o Santos cumprirá neste Brasileiro a triste sina de ser derrotado nos dois jogos que fez com Grêmio, Figueirense e Coritiba.

Mas o jogo de hoje exige cuidados. Em casa, o COritiba já deu algumas goleadas estrondosas neste ano, como os 6 a 0 sobre o Palmeiras e os 5 a 0 sobre o Botafogo. Que o Santos não abra demais a defesa, ou…

Retrospecto e histórias de Santos x Coritiba

Por Wesley Miranda

Santos e Coritiba se enfrentaram 38 vezes. E a vantagem é amplamente santista com 22 vitórias, 6 empates e 10 vitórias curitibana. O Peixe marcou 72 gols e o Coxa 48.

Em Brasileiros, o primeiro confronto aconteceu apenas em 1969, e o Santos ganhou por 3 tentos a 1. No campeonato nacional foram 28 jogos com 17 vitórias alvinegras, 3 empates e 8 vitórias alviverdes. O Santos balançou as redes adversárias 50 vezes e o Coritiba 35.

O primeiro confronto entre as equipes no dia 20 de Maio de 1941, marcou o artilheiro santista do histórico. Segundo o Profº Guilherme Nascimento, Carabina, autor de 6 gols, marcou 5 vezes de cabeça, algo raro que só foi igualado no Santos por Odair Titica em 1948 na vitória do Santos sobre o Comercial por 5 a 4. Carabina foi artilheiro do Santos na temporada de 1941, com 30 gols.

Apesar dos seis gols de Carabina em uma única partida, o recorde do confronto pertence a Keirrison do Coritiba que em 2 partidas marcou 7 gols. Como gostava de marcar gols contra o Santos!…

WO e rebaixamento
Em 1989 o Coxa se negou a aceitar uma mudança de calendário que fazia com que o time jogasse um dia antes do Vasco – seu adversário no grupo. O Coxa então não compareceu ao jogo contra o Santos em Juiz de Fora e foi punido pela CBF com a derrota por 1 x 0, a perda de mais 5 pontos e a queda automática para a Série B.

Briga pela 8ª vaga
No Brasileiro de 2002, Santos e Coritiba disputaram uma vaga nas quartas de final. O Santos que perdeu para o São Caetano por 3 a 2 dependeu do já rebaixado Gama de Dimba vencer o time paranaense por 4 a 0. Caso o time do Paraná vencesse, estaria classificado.

A volta do Guerreiro
Aos 38 minutos do 2º tempo após dois anos e cinco meses de luta contra a leucemia entrava em campo Narciso. A partida disputada no dia 25 de Outubro de 2003 no estádio Couto Pereira já estava 4 a 0 para o Santos, mas não impediu que a torcida adversária o aplaudisse de pé.

Briga pela permanência na Série A
Se em 2002 os times disputavam uma vaga nas quartas, em 2009 os times se enfrentaram para permanecer na serie A. A vitória do Santos por 4 a 0 no dia 22 de Novembro de 2009, garantiu o Santos na elite e colocou o Coxa próximo à zona de degola. E a queda aconteceu dois jogos depois. Neymar marcou pela primeira vez dois gols na mesma partida jogando na Vila.

E você, o que espera de Coritiba e Santos?