Hoje será uma noite histórica para o futebol de salão. Às 21 horas, com transmissão do Sportv, o Santos de Falcão, Valdin, Jackson, Neto, Jé, Djony, Ricardinho, Índio e tantos cobras, enfrenta o tradiconal Carlos Barbosa, na Serra Gaúcha, no primeiro confronto da decisão da Liga Futsal de 2011, que equivale ao título brasileiro da temporada.

Ao longo do campeonato o Santos somou apenas um ponto a mais do que o adversário (78 a 77) e por isso terá a única vantagem de jogar a segunda partida em casa. Se ao final dos dois jogos os times estiverem empatados no número de pontos, será jogada uma prorrogação, e se esta continuar empatada, a decisão será nos pênaltis. Detalhe importante: o saldo de gols não importa. Mesmo que goleie hoje, o Santos terá no mínimo que empatar na Arena Santos – na próxima terça-feira, às 21 horas – para garantir o seu primeiro título da Liga Futsal.

Além do time, o ala Falcão também pode fazer história. O camisa 12 considerado o melhor do mundo está perto de alcançar a artilharia da Liga, pois tem 30 gols, apenas um a menos do que o artilheiro da competição, o pivô Keké, do São José dos Campos, que não joga mais pelo campeonato. No Carlos Barbosa, o artilheiro é o fixo Rodrigo, que já marcou 26 vezes.

Carlos Barbosa, o pequeno gigante

De uma cidade com apenas 25 mil habitantes, o Carlos Barbosa é um fenômeno do futebol de salão. Time brasileiro com mais conquistas, já se sagrou campeão da Liga Nacional quatro vezes e foi o primeiro campeão mundial pela Fifa, em 2004. Seu ginásio, com capacidade para 3.000 pessoas, costuma ficar lotado. Na semifinal, o Carlos Barbosa eliminou o Corinthians, com uma vitória e um empate.

O primeiro jogo do Santos na Arena Santos foi justamente contra o Carlos Barbosa – um espetáculo de sete gols assistido por Neymar, Elano e Rafael, que se encantaram com as jogadas geniais de Falcão. Reveja os gols do jogo:

Sereias da Vila vencem na busca do tri da Libertadores

Atuais bicampeãs do continente, as Sereias da Vila estrearam com vitória por 4 a 2, ontem, em São José dos Campos, na busca pelo inédito tricampeonato da Copa Libertadores. Desta vez sem Marta e Cristiane, que atuaram nas conquistas anteriores, o Santos se valeu das atacantes contratadas Chú (dois gols) e Glaucia (um) para manter pressão sobre a defesa do Caracas. Por outro lado, bem mais instável do que nos anos anteriores, a defesa do Alvinegro Praiano sofreu dois gols e deu outras oportunidadas às jovens venezuelanas, que têm mostrado progressos.

E você, o que acha que dará no jogo de hoje, entre Carlos Barbosa e Santos?