Neymar dá uma arrancada no treino de quinta-feira (Foto: Ivan Sorti/ Comunicação Santos FC)

Hoje é o último dia para os brasileiros verem os craques Neymar e Paulo Henrique Ganso em ação antes do Mundial da Fifa. Ambos estão escalados para o jogo contra o Bahia, às 17 horas, na Vila Belmiro.

Os 11 mil ingressos colocados à venda foram vendidos (com os camarotes, esta é a carga de ingressos disponível para os outros setores do estádio). Mas a partida não deve ser encarada como festiva.

Para o Santos, que busca entrosamento para sua competição mais importante dos últimos 49 anos, pode ser apenas um treino de luxo, mas para o Bahia, que ainda corre sério risco de rebaixamento, conseguir ao menos um empate é vital e seus jogadores devem marcar duro.

Retrospecto entre Santos e Bahia

Por Wesley Miranda

Santos e Bahia já se enfrentaram 50 vezes ao longo da história, e a vantagem é amplamente santista com 25 vitórias contra 16 vitórias baianas e 9 empates. O Peixe marcou 111 gols e o tricolor 73
Em Brasileiros o primeiro confronto aconteceu já no ano de 59. A vantagem também é santista com 17 vitórias, contra 12 vitórias baianas 6 empates. O time Paulista marcou 75 gols e o soteropolitano, 46.

Confrontos por competições (sugestão de Juca Bala)
Total: V, E, D (do Santos)
Campeonatos Brasileiros (1959-2011): 17, 6, 12
Taça Brasil (1959-1968): 4, 1, 2
Robertão (1967-1970): 2, 1, 0
Nacional (1971-2011): 11, 4, 10
Pontos Corridos (2003-2011): 3, 0, 0
Copa do Brasil: 1, 1, 2
Outros torneios: 0, 1, 1
Amistosos: 7, 1, 1

Recorde de finais
Santos e Bahia já se enfrentaram três vezes em finais de brasileiro. Na primeira, o time baiano se sagrou campeão ao bater o Santos no Maracanã por 3 a 1 depois de vencer a primeira na Vila Belmiro por 3 a 2 e perder a segunda na Fonte Nova por 2 a 0.
Em 1961, o troco santista, empate na Fonte Nova, 1 a 1 e vitória na Vila Belmiro, 5 a 1. Em 1964, válida pela taça Brasil de 1963, o Santos goleou o Bahia no Pacaembu por 6 a 0 e garantiu o título com uma nova vitória na Bahia, 2 a 0.

A volta de Pelé
A cena é famosa, e deve estar na memória de quem presenciou em 02/10/1974. Pelé pega a bola no meio campo, ajoelha em forma de agradecimento e se despede dando a volta olímpica. O que pouco se fala, é que pouco mais de um ano depois, em 07/12/1975, Pelé voltou a atuar pelo Santos FC. Foi em uma partida válida por um octogonal promovido pelo governo baiano, o Torneio Roberto Santos. Foram apenas 45 minutos, mas o suficiente para mostrar que o rei do futebol tinha condições de jogar mais tempo. Veja em detalhes: http://prof-guilherme.capesp.org/?s=1975

Gol de Placa
No confronto valido pelo Brasileiro do dia 25/07/1997 vencido pelo Santos por 3 a 1, o lateral Dutra marcou um gol pouco à frente do meio campo. O feito rendeu uma placa para o Maranhense.
http://www.youtube.com/watch?v=8dpUgkemoFE

Copa do Brasil
Por duas vezes os times se enfrentaram em jogos eliminatórios da Copa do Brasil. Em 1998 pelas oitavas de finais, no primeiro jogo um empate em 3 a 3 na Fonte Nova com 3 gols de Marcos Assunção na sua despedida. No jogo da volta o Santos bateu o Bahia na Vila por 5 a 2, com 3 gols do centroavante Viola. Esse jogo marcou a despedida do zagueiro Ronaldão. Em 2001, o Santos foi surpreendido pelo Bahia logo na 2ª fase. Duas vitórias do tricolor baiano por 2 a 0.

Robinho artilheiro
Em partida válida pelo brasileiro de 2003, o Santos venceu o time baiano em Salvador por 7 a 4. Foi a primeira vez que Robinho marcou dois gols em uma partida, o que virou rotineiro depois.

Jejum
O Bahia não vence o Santos desde 2001. Nesse período foram 5 jogos com 4 derrotas e 1 empate. Apesar do jejum baiano, a maior invencibilidade do confronto pertence a eles: 8 jogos, com 6 vitórias e 2 empates entre 1975 a 88.

1.000° gol de Pelé
Por muito, muito pouco o 1000º gol de Pelé não saiu em um Santos x Bahia na Fonte Nova em um jogo do dia 16/11/1969.
Com a partida ainda em 0 a 0, Pelé tabelou com Manuel Maria se livrou de meio time baiano e bateu para o gol sem goleiro, foi então que surgiu o pé do zagueiro Nildo para salvar a pátria tricolor. A torcida do Bahia se dividiu, enquanto alguns comemoravam o lance, outros lamentavam o não acontecimento do lance histórico. A partida terminou 1 a 1, mas com gol de Jair Bala.

Reveja o jogo mais emocionante entre Santos e Bahia:

E para você, o que acontecerá logo mais, na Vila Belmiro?