O mundo está de olho no Japão, onde o Santos está chegando para o Mundial Interclubes do milênio. Este será o assunto constante deste blog nos próximos dias. Porém, agora é preciso desfazer um mito e provar que a média de público do time como visitante é que dá a real dimensão de sua relevância. Neste quesito, mesmo desfalcado de seus principais jogadores a maior parte do tempo e sem aspirações ao título, o Santos comprovou, no Campeonato Brasileiro, que é um dos times atraentes do nosso futebol.

Fora da luta pelo título desde as primeiras rodadas – nas quais utilizou um time de reservas -; sem Paulo Henrique Ganso em 69% dos jogos que realizou; também sem Elano, Arouca e Danilo em boa parte dos jogos; com sete algumas ausências de Neymar e Borges, mesmo assim o Santos foi o sexto colocado em público somando-se apenas os jogos como visitante.

Este estudo inédito, realizado pelo blogueiro Rodolfo Brito e publicado pelo economista Vinicius Paiva em seu blog “Teoria dos Jogos”, mostra a verdadeira importância de um time para o torcedor brasileiro.

Público em casa engana

A média de público em casa é extremamente enganosa. Um time com uma torcida fanática e participativa, pode lotar o seu estádio a cada jogo, mas isso não quer dizer que tenha uma expressão nacional. O maior exemplo disso é o Bahia, que nas 18 partidas que realizou. No estádio de Pituaçu, diante de seus torcedores, obteve a média de público de 22.741 pessoas, atrás apenas do campeão Corinthians, com 29.329.

Porém, nos 20 jogos que fez no campo do adversário, o tricolor baiano teve uma média de 10.693 pessoas por partida, ficando em último lugar entre os 20 participantes do Brasileiro.

Em casa, mesmo times de cidades menores podem conseguir uma boa média de público, mas é como visitante que ele demonstra seu grau de atratividade para a torcida adversária. Neste quesito, o Santos, mesmo desfalcado e fora da briga pelo título, mostrou que sua presença sempre causou impacto na torcida contrária.

Em sexto no ranking dos visitantes mais assistidos, o Santos só ficou atrás de Flamengo, Corinthians, São Paulo, Vasco e Atlético Mineiro, com a média de 15.453 pessoas por jogo, apenas 416 torcedores a menos do que o Atlético. Isso, naturalmente, nos leva a concluir que se jogasse com o time completo e lutasse pelo título, certamente estaria entre os três mais assistidos.

Portanto, a média de público como mandante, método utilizado erroneamente até aqui para medir o nível de atratividade de um clube brasileiro, não comprova nem o tamanho de sua torcida e nem o grau de interesse que ele desperta no público geral do nosso futebol.

O método atual pode esconder fenômenos locais de popularidade, como os times do Nordeste, que não se confirmam quando o interesse é buscar clubes de abrangência nacional, como é o caso de Santos, Flamengo, Corinthians, São Paulo e Vasco.

Média de público dos times visitantes no Brasileiro 2011
Trabalho de Rodolfo Brito, publicado no blog Teoria dos Jogos, de Vinicius Paiva

1 – FLAMENGO (TOTAL: 501.604 / MÉDIA: 26.400)
2 – CORINTHIANS (TOTAL: 453.265 / MÉDIA: 23.856)
3 – SÃO PAULO (TOTAL: 331.581 / MÉDIA: 17.452)
4 – VASCO (TOTAL: 320.389 / MÉDIA: 16.862)
5 – ATLÉTICO-MG (TOTAL: 301.522 / MÉDIA: 15.869)
6 – SANTOS (TOTAL: 293.617 / MÉDIA: 15.453)
7 – BOTAFOGO (TOTAL: 290.489 / MÉDIA: 15.289)
8 – PALMEIRAS (TOTAL: 279.688 / MÉDIA: 14.720)
9 – GRÊMIO (TOTAL: 275.682 / MÉDIA: 14.509)
10 – CRUZEIRO (TOTAL: 271.857 / MÉDIA: 14.308)
11 – ATLÉTICO-PR (TOTAL: 270.007 / MÉDIA: 14.211)
12 – FIGUEIRENSE (TOTAL: 251.213 / MÉDIA: 13.222)
13 – INTERNACIONAL (TOTAL: 249.970 / MÉDIA: 13.156)
14 – FLUMINENSE (TOTAL: 244.922 / MÉDIA: 12.890)
15 – ATLÉTICO-GO (TOTAL: 238.962 / MÉDIA: 12.577)
16 – CEARÁ (TOTAL: 238.575 / MÉDIA: 12.556)
17 – AMÉRICA-MG (TOTAL: 231.651 / MÉDIA: 12.192)
18 – AVAÍ (TOTAL: 219.892 / MÉDIA: 11.573)
19 – CORITIBA (TOTAL: 216.257 / MÉDIA: 11.382)
20 – BAHIA (TOTAL: 203.163 / MÉDIA: 10.693)

E você, não acha que o público que um clube atrai como visitante dá uma idéia melhor de sua importância nacional importância do que o público que ele trai em seus jogos em casa?