O árbitro carioca Gutemberg de Paula Fonseca, 38 anos, disse que vai abandonar a carreira depois de ter sido afastado do quadro da Fifa pela Comissão Nacional de Arbitragem. Desgostoso, ele disse que está sendo punido por não ter ligado mais para o presidente da Comissão, Sergio Correa, para ouvir suas “orientações” antes dos jogos.

Gutemberg diz que no Brasileiro de 2010 foi instruído a contribuir para a vitória do Corinthians em uma partida contra o Goiás. Bem, esse tipo de informação não surpreende ninguém. Há alguns anos todos sabem que o Corinthians tem sido o clube mais favorecido pelos poderes constituídos do futebol, da política e das comunicações.

Um ano antes de se começar a falar no Itaquerão, o presidente corintiano Andres Sanches, amigo íntimo do ex-presidente Lula, já dizia que a abertura da Copa não seria no Morumbi, e sim em um novo estádio construído para o alvinegro da capital. E desde 2005, quando firmou contrato com a Rede Globo, o time de São Paulo vem sendo privilegiado nas transmissões e nas cotas de tevê.

A distinção odiosa feita pela Globo acaba, naturalmente, contribuindo na corrupção da arbitragem a favor do time paulista. Em dúvida – e lances duvidosos é o que não faltam em uma partida –, é evidente que um árbitro atuará de modo a não descontentar o time protegido pelo sistema.

Libertadores e a parceria Globo X Conmebol

Como já comentamos neste blog, a tabela de jogos da Copa Libertadores em 2011 mostra uma clara ingerência da Globo na Conmebol, repetindo o que já ocorre na CBF. Todas as partidas do protegido serão realizadas às 22 horas das quartas-feiras, para facilitar a transmissão pela tevê aberta, após a novela.

Se a Conmnebol acaba de anunciar o Santos como o melhor time sul-americano de 2011, assim como a Neymar como o craque do continente, não seria lógico que a entidade fizesse uma tabela menos desfavorável para o Alvinegro Praiano em 2012? Por que o Santos, de todos os times brasileiros na competição, terá menos jogos no horário nobre das quartas-feiras?

Não é por falta de interesse, já que o time está em evidência e tem o maior ídolo do futebol brasileiro no momento. E nem por falta de torcida, pois a massa santista é reconhecidamente superior do que a de torcedores de Fluminense e Internacional e está em franco crescimento. Então, o que é?

Percebe-se que há um esforço muito grande para que o alvinegro da capital finalmente ganhe a sua primeira Libertadores, favorecendo-o, enquanto se enfraquece seus principais adversários. A impressão que se tem é que se títulos no futebol pudessem ser ganhos por decreto, o protegido já seria o maior campeões de todos os tempos.

Porém, felizmente – apesar da eterna coação aos árbitros –, o futebol ainda se decide no campo. E nele, só nele, o time mais vencedor depois de mais de um século de futebol brasileiro, continua sendo o Santos, que será também o solitário representante também da ética nesta Libertadores.

O que você achou da denúncia de favorecimento ao Corinthians?