Com exceção dos últimos 15 minutos do segundo tempo, em que recuou e deu espaço ao Mirassol, o Santos dominou completamente o jogo deste sábado e mereceu a vitória por 3 a 1, em Mirassol. O estreante lateral-esquerdo Juan foi tão bem que acabou marcando o primeiro gol do jogo, aos 12 minutos de partida. O melhor em campo, porém, foi Paulo Henrique Ganso, que voltou a ser o maestro de sempre.

Neymar continuou sendo o atacante mais perigoso, mas perdeu um gol diante do bom goleiro Fernando Leal, quando o placar já estava 3 a 1. Borges, que não foi bem, mas marcou o segundo gol, de pênalti, também perdeu boa chance de ampliar a vantagem.

Deu para perceber grandes melhoras na equipe, que até os 30 minmutos de jogo nada permitiu ao Mirassol. O Santos adiantou a marcação, optou por sair jogando, ao invés de rifar a bola, e envolveu completamente o adversário. 1 a 0 foi pouco para o primeiro tempo.

Logo no início da segunda etapa, Ganso ia dar um chapéu em Acleisson quando o jogador usou as mãos para evitar o drible. Pênalti claro, que Borges cobrou aos dois minutos para fazer 2 a 0.

Neste momento, juro que pensei ser quase impossível ao Mirassol chegar ao menos ao seu gol de honra. Porém, cinco minutos depois, Íbson perdeu a bola e caiu sentado, propiciando um contra-taque fatal ao adversário, que marcou com um belo chute de Preto, bem no ângulo.

A vitória poderia correr riscos, mas Elano entrou bem, no lugar de Íbson, e ao cobrar uma falta, próxima à linha de fundo, serviu com precisão para Edu Dracena fazer, de cabeça, o terceiro do Santos. Depois é que vieram as chances desperdiçadas por Neymar e Borges.

Tudo indica que habemos lateral-esquerdo

Se jogar sempre como o fez hoje, principalmente na primeira meia hora de jogo, o estreante Juan não deixará nos santistas nenhuma saudade do ídolo Léo. Seguro na defesa e, principalmente, bom no apoio, Juan se tornou uma arma importante do time pela esquerda. Cansou no segundo tempo, mas deixou em todos a certeza de que o problema da lateral esquerda do Santos finalmente foi solucionado.

Do outro lado, ainda não se pode falar o mesmo do uruguaio Fucile, mas ao menos o rapaz é um marcador bem mais firme do que Pará, Maranhão e Crystian. Portanto, também deverá prosseguir titular.

Ainda prefiro Anderson Carvalho e Felipe Anderson

Suspenso, Anderson Carvalho não podia ser escalado. Quando a Felipe Anderson, Muricy Carvalho teimou em não colocá-lo novamente ao lado de Ganso, o que daria e dará ao ataque do Santos um poder extraordinário. O rapaz só entrou quando faltavam quatro minutos para terminar o jogo. Mesmo assim, ainda teve tempo de deixar Dimba na cara do gol. Será que é tão difícil ver o talento de Felipe?

Tudo bem que Íbson e Elano são mais experientes, mas nada supera o talento. E Felipe Anderson tem o dom da enfiada de bola fatal, como só jogadores especiais – tipo Ganso – conseguem. Os dois juntos no meio-campo serão um tormento para os adversários.

Porém, reconheço, Elano desta vez entrou com mais vontade. Precisa ver quanto tempo ele consegue se manter jogando bem, pois costuma cansar fácil. De qualquer forma, entre Elano e Íbson, fico com Elano. E se ele melhorar ainda mais, eu arriscaria um meio-campo com Arouca, Elano, Felipe Anderson e Paulo Henrique Ganso. Queria ver como a defesa adversária iria se virar.

Hoje era dia para golear, caso Neymar e Borges estivessem mais inspirados. Dimba entrou no lugar do centroavante e matou uma bola de canela que fez Pagão se virar no túmulo. O rapaz estava no meio-campo e ao tentar dominar a gorducinha fez com que ela voltasse à intermediária…

Arouca melhorou, Henrique melhorou um pouco, mas Anderson Carvalho joga igual ao volante que veio do Cruzeiro, com a vantagem de ser mais jovem e ter mais vontade. E de ser Menino da Vila.

Aranha não teve culpa no gol. Durval foi o de sempre. Continua dando seus chutões pra frente. O árbitro Philippe Lombard, de levasse as regras a sério, teria de expulsar meio time do Mirassol – quase todos vítimas dos dribles de Neymar, que também levou o amarelo, assim como Ganso.

Com a vitória, o Santos subiu para quinto lugar e mostrou que tem time para lutar pelo tricampeonato paulista. Gostei de ver jovens santistas no estádio, principalmente garotinhos com cabelos coloridos, em homenagem ao ídolo Neymar. Vamos para o Carmaval mais alegres! Há esperança!

E você, o que achou do Santos contra o Mirassol?