O Sport se defendeu bem e o ex-santista Bruno Aguiar foi o melhor do time. Mas é decepcionante ver o Santos fazer o seu segundo jogo no Campeonato Brasileiro sem fazer gols e, pior do que isso, sem demonstrar força ofensiva. Com isso, em apenas duas rodadas o Santos já está a quatro pontos dos líderes, o que faz prever outro Campeponato Brasileiro sem chances de lutar pelo título.

Dos novos contratados, nenhum se destacou. Bernardo voltou a ter uma atuação apagada e ainda sofreu uma distensão muscular que o afastará do time por algum tempo. O lateral Galhardo também saiu machucado, Gérson Magrão foi mais ou menos e Ewerton Páscoa, que jogou bem na estreia, contra o Bahia, nem ao menos ficou no banco de reservas (às vezes é duro de entender a cabeça do Muricy).

O perigo de contratar um monte de jogadores meia boca, apostando que um ou outro dará certo, é que o mais provável é que nenhum se destaque e o clube apenas aumente a sua folha de pagamentos. É precipitado afirmar isso agora, mas para quem já acompanha o Santos há décadas, como eu, parece que estou diante de um filme que já assisti. E ainda virá o tal de Bill!?

Jogador bom geralmente já entra no time jogando bem, como aconteceu
com Ailton Lira, Giovanni e outros na rica história santista. Quando o torcedor tem de ficar esperando, esperando, até que o caboclo engrene, é porque não vai engrenar nunca. Como no ano passado, as contratações deste ano até agora não de justificaram. E além de medianos, três dos cinco contratados já estão na enfermaria…

Para que pudesse fazer um Campeonato Brasileiro diferente este ano, como Muricy Ramalho diz querer, era preciso que o Santos tivesse melhores jogadores de meio-campo e ataque. Com esses que estão aí a equipe continuará muito dependente de Neymar e Paulo Henrique Ganso.

Para lutar pelo título seria necessário, ainda, que o time não perdesse pontos em jogos como o deste domingo. Por mais respeito que se deva ter ao Sport, a verdade é que o clube pernambucano perdeu o título estadual para o Santa Cruz, que nem na série A está. Passar 90 minutos jogando na Vila Belmiro, contra uma equipe tecnicamente inferior, e não marcar um golzinho, é preocupante.

Na saída do campo, Aranha disse que faltou um jogador como Neymar para furar a retranca do Sport. Edu Dracena chegou a dizer que era preciso tentar a jogada individual, mesmo que não desse certo.

Concordo com ambos. Acho até que o Santos tinha em campo jogadores capazes de dar um drible, fazer uma tabela, acertar um lançamento, chutar mais a gol, mas lhes faltou personalidade – uma das grandes qualidades de Neymar. E personalidade é algo que se tem ou não se tem.

Uma pena que sem Neymar e Ganso o Santos fique tão despersonalizado, tão comum, tão sem graça. Há meses é evidente que falta um meia e outro atacante de alto nível para fortalecer o ataque santista. Não será Bernardo e Bill que resolverão o problema. Com este time e pelo andar da carruagem, veremos em 2012 mais um Brasileiro em que o Santos precisará de binóculos para acompanhar os líderes.

E como Neymar e Ganso desfalcarão o time em boa parte da competição, devido a Seleção Brasileira, acho que até mesmo terminar entre os mais bem classificados será muito difícil. Assim, o único jeito de o Santos se garantir na Copa Libertadores do ano que vem é conquistar esta de 2012.

Veja os melhores momentos de Santos 0 x Sport 0:

http://youtu.be/WgBNzgWjptQ

E você, o que está achando o Santos neste Brasileiro?