Melhor do que se poderia esperar de um time que jamais jogou junto, os reservas do Santos fizeram um jogo igual contra o campeão da Bahia. Correram, lutaram e – apesar do campo encharcado – conseguiram criar algumas jogadas ofensivas que poderiam ter definido o jogo. De qualquer forma, o empate foi justo, pois o Bahia também teve boas chances e só não marcou devido à ótima atuação de Aranha.

Na verdade, o experiente goleiro foi o melhor jogador em campo. No Santos ainda se destacaram Bruno Rodrigo e Léo. Dos cinco estreantes, nenhum teve uma atuação espetacular, mas até que deram conta do recado. Fiquei com boa impressão de Bernardo e Ewerton Páscoa.

Gérson Magrão correu bastante, mas não me parece muito melhor do que o nada saudoso Rodrigo Mancha. Quanto aos ex-flamenguistas David Braz e Galhardo, sairam de campo com problemas musculares, provavelmente um sinal de que no time do Rio os treinamentos não era tão puxados.

O empate não foi ruim, mas com um pouco mais de vontade e determinação – UM POUCO MAIS DE VONTADE DE GANHAR O JOGO – o Santos teria estreado com uma ótima vitória. Faltou aquele “querer mais” que distinguem os vencedores dos mediocres. Faltou um cara tipo Felipe Anderson, Borges ou Renteria assumir que esse era o jogo da vida dele e iria decidir a parada e mostrar que merece um lugar no time.

Que me desculpe Borges, mas se “não há esse negócio de má fase”, como ele respondeu ao repórter do Sportv, é porque ele não é um bom atacante mesmo. Contra o Bahia, apanhou da bola o tempo todo. Não conseguiu completar uma jogada, dar um drible, segurar a bola para a entrada de algum companheiro. E quando teve a chance de marcar o gol e dar uma importante vitória ao Santos, perdeu o gol (duas vezes).

O desempenho de Borges mostrou que ele não só merece ser reserva do limitado Alan Kardec, como talvez já esteja fazendo hora-extra na Vila Belmiro. Na verdade, desde o Mundial do Japão Borges tem jogado mal. Está lento, fora de forma, com dificuldade para dominar a bola. Talvez o seu ciclo no Santos tenha chegado ao fim. O mesmo pode se dizer de Rentería, que hoje mais uma vez tropeçou na bola.

De qualquer forma, o resultado não foi péssimo. Esses reservas são mais consistentes do que os reservas que começaram o Campeonato Brasileiro no ano passado e, com mais entrosamento, poderão conseguir bons resultados. Quanto a Borges e Rentería, se não melhorarem, não vejo sentido em serem mantidos no elenco. Hoje foram pesos mortos que atrapalharam o time.

Até tu, site oficial do Santos?

Leitores deste blog me informam que o site oficial do Santos fez matéria em que contou os confrontos entre Santos e Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, apenas de 1971 para cá. Parece brincadeira! A gente batalhando para consolidar uma história e o pessoal nem para ler o Dossiê. Em dúvida, leiam este blog. Santos e Bahia se enfrentam, pelo Brasileiro, desde 1959!

Na próxima terça-feira faremos uma grande promoções de Dossiês aqui no blog. Nesse dia serão vendidos com 50% de desconto, ou seja, a apenas 30 reais. Espero que o Santos compre um monte e distribua para seus jornalistas, marqueteiros, funcionários em geral. O próprio site oficial do clube não levar em conta a Unificação é o chamado Ó DO BOROGODÓ!

Veja agora mais uma bela reportagem do Rachid para a Santos TV. Desta vez com os torcedores santistas que foram ver a partida contra o Vélez Sarsfield, em Buenos Aires:

Morreu Carol, a jovem filha do pesquisador Guilherme Nascimento

Fiquei sabendo agora à noite. Que dor! A jovem Carol, 20 anos, vítima de AVC, que estava internada no Hospital do Servidor Público, em São Paulo, acabou falecendo. Filha do amigo Guilherme Nascimento, professor em Mongaguá, pesquisador que está concluindo o Almanaque do Santos, Carol era a companheira de Guilherme nos jogos do Alvinegro Praiano na Vila Belmiro. Nem sei o que dizer ou escrever em uma hora dessas. Apenas pedir aos amigos do Guilherme que o abracem nessa hora de tristeza. A vida continua, meu amigo. Força! Eu e a Suzana oraremos para a Carol logo mais.

E você, o que achou dos reservas do Santos contra o Bahia?