A diretoria e a comissão técnica, reunidas ontem, escolheram a Vila Belmiro como o estádio para o primeiro jogo da semifinal da Copa Libertadores, contra o alvinegro da capital. Mas a decisão só será anunciada hoje, após nova reunião do conselho gestor do Santos – órgão que comanda o clube.

Para quem não sabe, o conselho gestor santista é formado por Álvaro de Souza, José Berenguer e Eduardo Vassimon, que eram do Grupo Guia, além de Pedro Nunes Conceição, Luciano Moita e Caio de Stefano, que estavam na diretoria. O presidente Luis Álvaro e o vice Odílio Rodrigues completam o conselho e hoje terão a incumbência de transmitir aos outros gestores o ponto de vista do técnico Muricy Ramalho, da comissão técnica e dos jogadores.

Não creio que o conselho gestor vá contrariar técnico e jogadores em um momento tão delicado, diante de um confronto de tanta importância e rivalidade. Profissionalmente, a melhor opção era fazer os dois jogos no Morumbi, mas desde que o adversário refugou, o Santos também tem o direito de jogar em casa, onde seu rendimento costuma ser melhor.

Argumentos a favor do Morumbi

Apesar da preferência da maioria dos torcedores pela Vila Belmiro – como se pode notar claramente na enquete aí na coluna à direita, abaixo do banner da Saraiva – há no mínimo cinco bons argumentos para o santista que defende o jogo no Morumbi, tais como:

1 – Maior arrecadação: 2 – Possibilidade de receber todos os sócios do clube interessados em ver o jogo; 3 – Mostrar a força da torcida santista, que tomará 90% do estádio, obrigando os aficionados do adversário a ocuparem apenas uma parte ínfima do estádio; 4 – Obrigar o rival a atuar em um estádio em que se recusa a jogar há alguns anos; 5 – Utilizar um campo de dimensões maiores, o que dificultará a tradicional retranca do alvinegro da capital.

Sabe-se que um dos motivos que fez o Corinthians recusar a proposta do Santos de fazer os dois jogos no Morumbi,m com renda dividida, é que a última vez que aceitaram essa proposta, na final do Campeonato Brasileiro de 2002, perderam os dois jogos – 2 a 0 e 3 a 2. Por favor nisso, que tal revermos aquela inesquecível decisão:

Adversário já teme o rebaixamento

Sem nenhum ponto ganho em dois jogos, e obrigado a utilizar reservas nos próximos confrontos, o técnico Tite já demonstra claramente seu receio de que o time lute contra o rebaixamento após a Copa Libertadores. No programa “Bem, Amigos” chegou a citar vários casos de times brasileiros que disputaram o título da Libertadores e depois passaram boa parte do Brasileiro na zona de rebaixamento.

Não se pode esquecer que esse é um trauma real no clube do Parque São Jorge, que há apenas quatro anos foi rebaixado para a Série B do Brasileiro e amargou um ano de segunda divisão.

Mourinho não gostou de Lucas. E Kaká não deve voltar ao São Paulo

Essa notícia não tem a ver com o Santos, mas mostra como não é fácil fazer negócio com os clubes europeus. O São Paulo queria vender Lucas para o Real Madrid por 25 milhões de euros e trazer Kaká, emprestado, por nove milhões. Só que nada disso deve acontecer.

O técnico Mourinho foi ver Lucas jogar pela Seleção Brasileira contra a Dinamarca e não gostou do jogador tricolor. Achou que ele está imaturo demais para se transferir a um dos grandes da Europa, ainda mais por 25 milhões de euros, valor que o São Paulo aceita pelo atacante.

Por outro lado, o conselheiro Marco Aurélio Cunha, que quer ser candidato à presidência do São Paulo, encontrou-se com Kaká e lhe fez uma proposta para que volte ao Morumbi. Mas o valor oferecido para o empréstimo, de nove milhões de euros, é bem inferior aos 25 milhões que o PSG oferece pelo passe do ex-melhor do mundo.

Neymar, a estrela solitária do Brasil

“O time do Neymar”, assim a Seleção Brasileira está sendo chamada em Washington, onde hoje à noite enfrenta a Seleção dos Estados Unidos. Astro absoluto de uma equipe modesta, o atacante do Santos é a esperança de gols do Brasil contra um time que está bem mais forte e preparado do que aquele que perdeu por 2 a 0 na estréia de Neymar e Ganso na Seleção.

Além de Neymar, o santista Rafael defenderá o gol da Seleção e a lateral-direita ficará com Danilo, um dos heróis santistas na conquista da Libertadores de 2011. Ganso seria outro titular, não fosse a artroscopia que o afastará dos campos por 20 dias.

Ainda sobre o estádio, você é Vila ou Morumbi? Por que?