Essa é uma enquete que deve ser antipática aos jogadores, mas é extremamente útil ao Santos, que tem uma comissão técnica e uma diretoria de futebol indecisas, ou pouco competentes, e por isso demora demais para tomar decisões sobre o elenco, onerando os cofres do clube e dificultando a busca por um time mais eficaz.

Uma equipe de futebol existe para satisfazer uma única pessoa: o seu torcedor. Se este não está satisfeito com os jogadores, o técnico, ou mesmo com a direção de futebol, não há empatia nem confiança, quebra-se o encanto e os resultados costumam espelhar isso.

Fizemos essa mesma pesquisa há um ano e meio e ela detectou que os santistas não suportavam mais alguns jogadores, como Marquinhos, Roberto Brum e Marcel. A opinião do torcedor foi ouvida pela diretoria de futebol e os atletas deixaram de fazer parte do plantel do Santos, com claras vantagens para o clube.

Sim, porque o atleta indesejado também recebe salários, sangra as finanças e impede que o clube invista em outros que realmente podem solucionar o problema. De que adianta ter um elenco numeroso, se ainda há muitas posições carentes?

Esperamos que a direção do clube entenda que uma enquete como esta, que capta a opinião do torcedor do Santos, é uma ajuda relevante ao clube, pois pode ajudar a racionalizar o investimento no futebol e otimizar as contratações, hoje dispersas e mal planejadas.

Alguns leitores do blog querem que a enquete inclua também a permanência ou não do técnico Muricy Ramalho, considerado pouco ofensivo pela maioria dos santistas. Acho que esta poderia tratar exclusivamente dos jogadores. Em seguida poderemos fazer outra sobre o comando técnico do time.

Elenco santista tem 11 jogadores a mais do que o Barcelona!

Essa falta de planejamento faz com que o Santos tenha, hoje, 35 jogadores profissionais no seu elenco, 11 a mais do que o Barcelona, considerado o melhor time do mundo, e oito a mais do que o Santos que foi campeão brasileiro de 2002.

O plantel que se sagrou campeão nacional há 10 anos tinha três goleiros, seis zagueiros, quatro laterais, apenas três volantes (entre eles Renato, que era quase um meia), quatro meias e sete atacantes. O elenco atual quatro goleiros, oito laterais, cinco zagueiros, sete volantes, cinco meias e seis atacantes.

Perceba que mesmo com oito jogadores a menos, o time de 2002 tinha um zagueiro e um atacante a mais. Hoje o Santos tem o absurdo de oito laterais e Muricy ainda improvisa o volante Henrique na lateral-direita.

O excessivo número de jogadores acaba provocando um inchaço também na comissão técnica, que atualmente tem quatro auxiliares técnicos, três preparadores físicos, três médicos, três fisioterapeutas, três massagistas, dois preparadores de goleiros, três roupeiros…

Caso Romarinho mostra indefinição da diretoria

Pelas informações que eu tive, Romarinho e seu pai são santistas e o desejo de ambos era de que o garoto viesse jogar no Santos. Parecia que estava tudo certo, mas de repente, talvez por falta de dinheiro ou de interesse, o rapaz foi para o alvinegro da capital, no qual estreou ontem de forma magnífica, marcando os dois belos gols da vitória, de virada, sobre o Palmeiras.

É óbvio que maior prioridade do Santos é conseguir um companheiro de ataque inteligente e habilidoso à altura de Neymar, com quem o Menino de Ouro possa tabelar, criar jogadas, deixar de ser o responsável pelos gols do time. Pelé teve Pagão, Coutinho, Toninho Guerreiro; Robinho teve Diego, mas Neymar, que teve André, agora não tem ninguém. É precipitado dizer que Romarinho seria a solução, mas ao menos representaria uma aposta bem mais confiável do que o do limitado Bill, um nome que tem sido muito comentado na Vila Belmiro.

De qualquer forma, esta enquete não tem a intenção de sugerir contratações, mas apenas de definir, na opinião do torcedor, os jogadores que devem permanecer ou sair do Santos. Com um elenco mais enxuto e equilibrado, sobrará dinheiro para investir em atletas que venham para solucionar os problemas e não para fazer parte deles.

Nem é preciso dizer que este blog não tem qualquer interesse político e seu único objetivo é informar sobre as coisas do Santos, divulgar sua história e contribuir para que o Alvinegro Praiano continue firme e forte. Comentários com insinuações políticas serão deletados.

Elenco do Santos

Para facilitar sua análise, este é o elenco atual do Santos:

4 goleiros: Aranha, Gabriel Gasparotto, Rafael e Vladimir.

8 laterais: Crystian, Fucile, Gérson Magrão, Juan, Léo, Maranhão, Paulo Henrique e Galhardo.

5 zagueiros: Bruno Rodrigo, David Braz, Durval, Edu Dracena e Gustavo Henrique.

7 volantes: Adriano, Alan Santos, Alison, Anderson Carvalho, Arouca, Ewerton Páscoa e Henrique.

5 meias: Bernardo, Elano, Felipe Anderson, Pedro Castro e Paulo Henrique Ganso.

6 atacantes: Alan Kardec, Borges, Dimba, Geuvânia, Neymar Jr, e Victor Andrade.

Detalhe: Geuvânio é mais um lateral que está deslocado como atacante, e Alan Kardec é um atacante que está de saída.

E para você, quem deve sair e quem deve permanecer no Santos?