Meus amigos, hoje o Santos joga no Pacaembu, seu estádio em São Paulo, contra o Atlético Goianiense. O dia é lindo. Patito Rodriguez já apareceu no BID da CBF e poderá entrar no time, que vem de boa vitória sobre o Cruzeiro. É hora de apoiar o Alvinegro Praiano.

Confrontos Santos X Atlético Goianiense

Por Wesley Miranda

Santos e Atlético-GO se enfrentaram apenas seis vezes ao longo da história, com quatro vitórias do Peixe contra uma vitória do Dragão e um empate. O Alvinegro Praiano marcou 10 gols e o tricolor sete.

Em partidas válidas pelo Brasileiro, desde o primeiro confronto na Copa Brasil 86, são cinco partidas, com três vitórias santistas contra uma vitória goianiense e um empate. O Santos marcou oito gols e o Atlético seis.

O primeiro confronto
Em partida válida pelo Brasileiro 1986, no dia 17/09, jogando no Estádio Serra Dourada, o Santos do técnico Chico Formiga ganhou por 1 a 0 do Atlético do atacante Osmarzinho. O gol foi do meia Ribamar aos 16 minutos do segundo tempo

O Santos formou com: Rodolfo Rodriguez; Ijuí, Nildo, Maurício, Paulo Robson; Dunga, Ribamar, Juninho; Serginho Dourado, Carlos Alberto Borges(Antonio Carlos) e Serginho Chulapa.

Inconformados com a atuação do árbitro Manuel Serapião Filho, torcedores do Atlético-GO invadiram o gramado para agredi-lo.

Amistoso
Em confronto amistoso também no Estádio Serra Dourada, no dia 02/04/1987, o Santos venceu por 2 a 1 com gols de Osmarzinho (ex-Atlético-GO) e Osvaldo.

O Peixe do estreante técnico Candinho formou com Rodolfo Rodriguez; Raul, Nildo, Toninho Carlos e Claudinho; César Sampaio, Hugo de León, e Mendonça; Osmarzinho (Chicão), Osvaldo e Éder Aleixo.

A partida fez parte do pagamento do passe do atacante Osmarzinho, tendo o Atlético-GO ficado com a renda. Apesar do acordo entre as duas diretorias, o recém-chegado Candinho queria avaliar melhor o plantel que jogaria três dias depois em Limeira contra a Internacional pelo Paulistão. Apesar do desgaste, o jogo de domingo terminou 2 a 2, tendo Osvaldo e Éder Aleixo marcado os tentos santistas contra a então atual campeã Paulista, mas sem o comando do técnico campeão José Macia, o Pepe.

O Canhão da Vila Pepe é o recordista de títulos Paulistas com 13 títulos conquistados, 11 como jogador (55, 56,58,60, 61, 62, 64, 65, 67, 68 e 69) e dois como técnico (1973 pelo Santos e 1986 pela Internacional de Limeira) e recordista de títulos Brasileiros, com sete títulos conquistados, seis como jogador (61, 62, 63, 64, 65 e 68) e um como técnico (1986 pelo São Paulo).

Apesar dos desfalques, vitória santista
Com ausência de 23 anos de confronto entre Santos e Atlético-GO, os times voltaram a se encontrar na terceira rodada do Brasileiro de 2010. E, mais uma vez, o Santos jogou no Serra Dourada com nova vitória: 2 a 1 com gols de Wesley e Zé Eduardo e conquistou a primeira vitória no certame.

O desfalcado Santos do técnico Dorival Júnior formou com Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Arouca, Wesley, Marquinhos e Zezinho (Rodriguinho); Zé Eduardo (Giovanni) e Marcel (Maikon Leite).

Nesse jogo do dia 22/05, Neymar, PH Ganso, André e Madson desfalcaram a equipe, pois foram afastados por chegarem atrasados no treino. Robinho se juntou com o grupo da Seleção Brasileira que disputaria a Copa do Mundo de 2010.

Santos, o time da virada
No segundo turno do Brasileiro 2010, no dia 15/09/2010, foi a vez do Dragão jogar na Vila Belmiro pela primeira vez. O time goiano chegou a abrir 2 a 0, com Josiel aos 13′ do primeiro tempo e Willian aos 5′ do segundo tempo. A reação peixeira veio com o capitão Edu Dracena aos 6′ e os reservas Madson aos 22′, Alan Patrick aos 34′ e Marcel aos 38′ do segundo tempo. De virada, o Santos ganhou por 4 a 2 depois de um jejum de três rodadas sem vitórias. A equipe formou com Rafael; Pará (Alan Patrick), Edu Dracena, Bruno Aguiar e Léo; Roberto Brum, Danilo, Alex Sandro e Marquinhos (Madson); Neymar e Keirrison (Marcel).

O único revés
Mesmo com as voltas de Neymar e Ganso da Seleção Brasileira, o Santos não superou o Atlético no Serra Dourada no dia 13/08/2011, em jogo válido pelo Brasileiro 2011. O time da casa ganhou por 2 a 0 com gols de Anselmo aos 24 e Diogo Campos aos 35 do segundo tempo.
O Santos do técnico Muricy Ramalho formou com Rafael; Pará, Bruno Rodrigo, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Henrique (Diogo) e Paulo Henrique Ganso (Felipe Anderson); Neymar e Borges (Alan Kardec).

Gol nos acréscimos
Às vésperas da disputa do Mundial Interclubes, o Santos enfrentou o Atlético-GO pela 35ª rodada do Brasileiro de 2011 no Estádio do Pacaembu. O time tricolor abriu o marcador aos 36 minutos do primeiro tempo com o zagueiro Leonardo. Com o placar a seu favor, os visitantes abusaram de jogadas violentas e se defenderam até os 50 minutos do segundo tempo, quando Paulo Henrique Ganso acertou um belo chute, empatando o prélio.
O Peixe formou com Rafael, Danilo, Edu Dracena (Léo), Bruno Rodrigo, Durval; Adriano (Alan Kardec), Arouca (Felipe Anderson), Henrique e Ganso; Neymar e Borges.
O público de 18.044 pagantes foi o maior da história do confronto, superando os 16.848 pagantes do primeiro jogo do confronto em 1986.

E você, o que espera do Santos contra o Atlético Goianiense?