O volante Adriano, representado por seus dois agentes (sim, ele tem dois!), não chegou a um acordo com o Santos e deverá cumprir contrato com o clube até agosto, quando deverá pegar o seu boné e ir cantar em outra freguesia (isso se não surgir nenhum clube interessado antes).

O Santos chegou a oferecer luvas de R$ 500 mil e um contrato de quatro anos que começaria com o salário de R$ 120 e chegaria, no quarto ano, a R$ 160 mil por mês. Mas os agentes do jogador ainda queriam comissão… Não houve acordo. Assim, está no mercado um jogador-carrapato que marca o adversário como ninguém. Quem se interessar, é só procurar o departamento de futebol do Santos.

O técnico Muricy Ramalho não ficou chateado, pois acha que o Santos já tem bons volantes, como Arouca, Alan Santos, Renê Junior e Cícero. Por outro lado, o técnico deve ficar mais feliz ainda até esta sexta-feira à tarde, pois as conversações com Marcos Assunção e Nenê caminham para um desfecho feliz.

Os dois jogadores diminuíram suas exigências de lá, o Santos melhorou sua oferta daqui e é bem provável que o melhor cobrador de faltas do Brasil e o artilheiro da última temporada do Campeonato Francês venham engrossar as fileiras do Glorioso Alvinegro Praiano em 2013. É claro que nessas negociações tudo pode mudar da noite para o dia, mas por enquanto eu diria que tudo indica que teremos gente muito boa chegando na Vila estes dias.

Garotada da Copinha deu sono!

Torcida a favor, calor amenizado pela chuva, adversário já eliminado da Copa São Paulo de Futebol Junior, Santos com o mesmo time que foi campeão paulista Sub-20 – com exceção do zagueiro Jubal, poupado por já ter dois cartões amarelos – é claro que imaginei uma goleada contra o Corinthians de lagoas. E com essa expectativa aboletei-me na poltrona.

Mas o Santos deu a saída e ficou um minuto trocando bola no seu campo antes de atravessar a linha central, em uma amostra do que seria o jogo. Se tivesse contagem de tempo de bola, creio que o Santos tenha chegado a quase 80%, mas se eu lhe disser que o goleiro Alexandre, do adversário, só foi fazer uma defesa aos 44 minutos do segundo tempo, em um chute longo de Lucas Otávio?

Enquanto isso, o goleiro Gabriel Gasparotto, que assistiu ao jogo durante todo o primeiro tempo, na segunda etapa teve de salvar o time em duas ocasiões, Vai entender! O certo é que o time de Claudinei Oliveira, apesar de ter se classificado para a próxima fase com este empate de 0 a 0, foi uma decepção.

Lento, dispersivo, esse Santos não mostrou qualidades que o credenciem a ir muito mais longe nessa Copa. Dos jogadores, nenhum se destacou. Novamente deram a impressão de ingênuos, imaturos demais para ao menos conseguirem um lugar no banco de reservas do time profissional.

Se você insistir muito para eu citar alguns nomes, eu diria que os que têm mais intimidade com a gorduchinha são Lucas Otávio e Leandrinho (que saiu de campo com uma torção no pé). Pelo tamanho e aparente inteligência, eu diria ainda que Gustavo Henrique, mesmo muito lento, talvez ainda se torne um zagueiro profissional. Léo Cittadini bate bem na bola, mas parece já entrar em campo cansado. O goleiro Gabriel Gasparotto sai mal do gol e repõe mal a bola, mas fez duas ótimas defesas. Pedro Castro é um veterano de Sub alguma coisa, mas, indeciso, não se firma no time. Nenhum outro fez por merecer qualquer comentário.

Porém, se de uma equipe júnior surgem um ou dois jogadores com potencial para serem bons profissionais, já está ótimo. E deste time, pra mim, só Lucas Otávio e Leandrinho podem ser convidados para treinar com os profissionais.

E você, acha que o Santos deveria fazer um esforço para manter Adriano?