Ao final do lançamento do Almanaque do Santos, do professor Guilherme Nascimento, um inesperado e raro encontro de pesquisadores e amantes da história do Santos. Da esquerda para a direita: Evaldo Rodrigues, Guilherme Guarche, Fábio Lopes, Wesley Miranda, Edmar Junior, Guilherme Nascimento, Marcelo Fernandes e Odir Cunha (foto cedida pela blog DNA Santástico, de Edmar Junior).

Com o lançamento do Almanaque do Santos, que descobriu mais jogos e mais gols na rica história do Glorioso Alvinegro Praiano, o gol 10 mil deixa de ser o do meia Jorginho, na vitória de 4 a 3 sobre o Vila Nova, em Minas Gerais, pela Copa do Brasil, em 20 de janeiro de 1998, e passa a ser o do lateral-esquerdo Dutra, na vitória de 3 a 1 sobre o Bahia, na Vila Belmiro.

O interessante é que o gol de Dutra, marcado do meio de campo, por cobertura, foi tão bonito que, por sugestão de Pelé, recebeu uma placa na Vila Belmiro. Reveja o gol e a reportagem que mostra a solenidade da placa:

http://youtu.be/8dpUgkemoFE

Você acha que agora o Santos tem um gol 10 mil mais bonito?