Ainda é apenas começo do ano, mas já deu para perceber que o Santos -que ontem, na Vila, fez 3 a 0 no Botafogo de Ribeirão Preto – é um time melhor do que aquele que jogou no ano do Centenário.

Com os recém-chegados Neto na zaga e Guilherme Santos na lateral-esquerda o time está dando menos bobeira e deixando menos buracos na defesa. Aqueles cochilos que víamos antes, escassearam.

Com Renê Junior e Cícero o meio-campo está bem mais forte. A negligência de Elano e Paulo Henrique Ganso (e de Ibson, quando jogava) foi substituida peloa aplicação de Cícero e Montillo.

Na proteção da área, o corre-corre desenfreado de Adriano – que roubava boas bolas, é verdade, mas cometia um número exagerado de faltas, além de errar o passe logo em seguida – perdeu lugar para a seriedade de Renê Junior, que ontem o torcedor consagrou com uma aclamação emocionante.

Não há mais dúvida de quem é o titular. Adriano terá de se contentar com o banco de reservas. Da mesma forma, aliás, que para o torcedor não há o que pensar entre o lento e pouco produtivo André e o esperto Miralles, que tem marcado gols em todos os jogos, apesar de ser escalado apenas para os últimos 15 minutos de partida. Essa insistência com André tem sido o único erro de Muricy Ramalho.

Deixando erros de lado e falando de acertos, o que comentar mais sobre Neymar? Ontem aplicou dribles inusitados, deu assistência para o terceiro gol, de Miralles, e marcou o seu, aproveitando passe milimétrico de Cícero. O Menino de Ouro deverá prosseguir como o grande show man do futebol em 2013. A Fifa pode dar o prêmio de melhor do mundo para quem quiser, mas ninguém se compara a Neymar no quesito dar espetáculo.

Quanto à tentativa de contratar Dentinho, eu também a aprovo. Trata-se de um jogador ágil, rápido, que faria ótima dupla com Neymar. Mas parece que ela já acertou com um time da Turquia.

O jogador Nunes, agora no Botafogo de Ribeirão, já criticou os Meninos do Santos, dizendo que fazem “firulas”. Ontem ele sentiu na pele os resultados do talento de Neymar. Reveja:

http://youtu.be/SPt3pHu_LQE

Amanhã, juntos no Pacaembu para empurrar os Meninos

O título da Copa São paulo, que o Santos só conquistou em 1984, com uma vitória na final sobre o alvinegro paulistano, pode ser o que falta para o técnico Muricy Ramalho se convencer de alguns desses garotos merecem uma chance entre os profissionais já nesta temporada. Só por isso vale a pena lotar o Pacaembu e empurrar os Meninos para uma vitória sobre a forte equipe do Goiás.

Segunda-feira tem lançamento do Almanaque na Vila Belmiro

Tão importante quanto o título da Copinha ou as exibições do renovado time profissional, será o lançamento, na segunda-feira, às 18 horas, na Loja da Vila, do esperado Almanaque do Santos, obra-prima do professor Guilherme Nascimento, confeccionado pela editora Magma Cultural.

Há jogos no Almanaque que nem o Santos sabia (entre eles uma goleada de 10 a 0). Demorou 40 anos para ficar pronto, mas é o tipo de livro realmente indispensável na prateleira de todo santista.

Estarei lá, com a Suzana, e espero reencontrar os amigos em mais um desses momentos inesquecíveis, em que temos a certeza de que a história do Santos jamais será esquecida.

Você não acha que este Santos é melhor do que o de 2012?