O jogador Carlos Eduardo, do Rubin Kazan, já decidiu que ser ser emprestado a um clube brasileiro, mas está em dúvida entre Santos e Flamengo, que ele define como “dois grandes clubes brasileiros”.

Até aí, não disse nada que a gente não saiba. Na verdade, eu desconfio mesmo que o rapaz – um meia canhoto de 25 anos – está louco para fugir do invero europeu e vir pegar uma praia por aqui.

Tem potencial? Sim. Mas já está no nível de virar alvo de leilão? Não. De qualquer forma, na intenção de ajudá-lo a se decidir, alinhavarei algumas vantagens de jogar em um ou outro clube. Se você se lembrar de mais alguma, fique à vontade…

Santos

Pagamento mensal sai todo mês. Parece óbvio, mas no futebol não é.

Elenco forte, preparado para brigar por todos os títulos que disputar.

Time brasileiro mais conhecido no exterior por revelar bons jogadores e ter grandes atacantes.

Time que tem ganhado a média de dois títulos por ano nos últimos três anos.

Jogar ao lado do Neymar garante visibilidade. No mínimo dá para aprender as dancinhas e ir comemorar os gols junto.

Um passo para a Seleção. O Santos é o time brasileiro que mais tem tido jogadores convocados para a Seleção Brasileira nos últimos anos. Robinho jogou a última Copa depois de quatro meses no Santos.

Flamengo

Time de grande torcida, mesmo entre os “jornalistas” (se bem que isso se volta contra os jogadores quando a fase é ruim).

Noite do Rio é bem mais agitada do que a noite de Santos.

Você teria mais qualidades de um e outro para ajudar o Carlos Eduardo a se decidir?