neymar - escanteio
Neymar, “a bola de segurança” do Santos nessas finais (Foto: Ivan Storti/ Divulgação Santos FC)

No vôlei usam o termo “bola de segurança” para definir a jogada de ataque que tem mais possibilidades de dar certo. O técnico Muricy Ramalho preferiu optar por um “time de segurança” na fase decisiva do Paulista, valorizando a experiência dos jogadores. É uma estratégia coerente, que terá seu teste de fogo logo nas quartas, contra o jovem e impetuoso Palmeiras.

Giva está melhor? Provavelmente. Mas quem jogará é André. Neto tem tido atuações mais seguras do que Edu Dracena e Durval? Eu acho. Mas os veteranos irão à luta. Émerson Palmieri e mesmo Guilherme Santos têm mais força e energia do que Léo? Sim. Mas o Highlander da Vila é que será chamado. Muricy confia na maturidade dos mais vividos para buscar o histórico tetracampeonato. É uma decisão racional, até porque já deu certo antes.

Na hora agá a experiência vale mais do que a juventude? O técnico do Santos acredita que sim e tem fortes motivos para isso. Os times que dirige podem não dar espetáculos, mas estão sempre conquistando títulos. O santista espera que mais uma vez o professor tome as decisões certas.

No domingo, bastaram três minutos para definir o jogo contra o Penapolense e ficar com o terceiro lugar na fase de classificação do Paulista. André e Cícero marcaram aos 25 e 28 minutos do primeiro tempo e apesar do gol do adversário aos 8 minutos da segunda etapa, o bom público de 8.650 pagantes que foi à Vila Belmiro não passou sustos.

O Santos jogou com Rafael, Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Alan Santos, Arouca, Cícero e Montillo; André e Neymar. Não se pode dizer que esses jogadores tenham feito uma exibição brilhante, mas jogaram o suficiente para vencer um adversário que tem qualidades, tanto assim que ficou com a oitava vaga para a fase eliminatória.

Mais uma vez gostei de Alan Santos. Bastante regular, o garoto está se firmando no meio de campo. Gostei também das escapadas do Léo pela esquerda. André se mexeu um pouco mais e marcou um belo gol. Continuo esperando mais de Cícero e, principalmente de Montillo. Quanto a Neymar, mais uma vez foi decisivo e merece ser olhado com mais complacência pelos santistas.

Acostumados a ver o Menino de Ouro fazer diabruras a cada partida, muitos se decepcionam quando ele tem uma atuação normal. Porém, se prestarmos bastante atenção, veremos que mesmo quando não rende metade do que pode, o melhor jogador da América do Sul ainda desequilibra. Parte pra cima, apavora a defesa, abre espaço para os companheiros, provoca faltas e cartões… Tê-lo no time é um trunfo do Santos para repetir o feito só obtido pelo extinto Paulistano ainda nos tempos do amadorismo. O tetra estadual é um sonho embalado pela arte de Neymar.

As chances de cada um

Se a lógica absoluta prevalecer, o Santos deve superar o Palmeiras – desde que iguale o espírito de luta do adversário –, enfrentar o Mogi Mirim na semifinal e decidir o título com São Paulo ou Corinthians. Mas nem sempre as previsões funcionam no futebol…

De qualquer forma, para as quartas eu faria um quadro de probabilidades com os seguintes índices:

Santos 55%, Palmeiras 45%
São Paulo 90%, Penapolense 10%
Ponte Preta 45%, Corinthians 55%
Mogi Mirim 65%, Botafogo 35%

Creio que nas semifinais se enfrentarão Mogi Mirim x Santos e São Paulo x Corinthians. Quanto à provável final – sempre imaginando que o Santos chegará a ela –, São Paulo e Corinthians são adversários igualmente difíceis. O São Paulo é mais rápido e o Corinthians mais experiente. O tricolor teria a vantagem de fazer o segundo jogo no Morumbi, enquanto o alvinegro paulistano provavelmente seria obrigado a enfrentar o Santos na Vila Belmiro, onde perdeu a decisão de 2011.

Caso os dois alvinegros se defrontem pelo título, repetirão as decisões de 2009 e 2011. Ou seja: daria para dizer que ano sim, ano não, o duelo dos alvinegros decide o título paulista. Mas ainda é muito cedo para tantas previsões. Ponte Preta, Palmeiras e Mogi Mirim também têm suas chances de disputar o título. Só não acredito, de forma alguma, que Botafogo e Penapolense cheguem lá. Mas no futebol as línguas existem para serem queimadas…

Agora veja os melhores momentos de Santos 2, Penalopense 1:
http://youtu.be/gduyrZ3YvZQ

E você, acha que Muricy está certo em confiar nos mais experientes nessas finais?