rafael - penaltisrafael defende - santos x palmeiras
Com elasticidade e muita fé Rafael pegou dois pênaltis e manteve o Santos no caminho do tetracampeonato Paulista (Foto: Ivan Storti/ Divulgação Santos FC).

Como se poderia prever, não foi fácil. Mesmo com mais time no papel, mesmo com a iniciativa do jogo, mesmo com o time criando – e perdendo – várias oportunidades de gol, mesmo com a inexplicável escolha do técnico Muricy Ramalho por André, mesmo com torcida e estádio a favor, o Santos só passou pelo aguerrido Palmeiras na disputa de pênaltis, depois de sofrer o gol de empate a sete minutos para o final.

Cícero marcou aos 12 minutos, aproveitando um chute de Neymar, e a partir daí o goleiro Bruno salvou o Palmeiras em várias oportunidades, duas delas defendendo chutes à queima-roupa de Neymar (em outra oportunidade o atacante santista quis encobrir o goleiro e jogou a bola pra fora).

Mesmo dominado, o Palmeiras não deixou de acreditar no empate. Sua persistência foi premiada aos 38 minutos do segundo tempo, quando Souza driblou Renê Junior e cruzou para a pequena área. Edu Dracena, que vinha jogando bem, saiu pouco do chão e Kléber, às suas costas, meteu um cabeçasso para empatar.

Nos pênaltis, Rafael defendeu as cobranças de Leandro e Kleber. Apenas Souza e Wesley converteram para o Palmeiras. Os quatro santistas que cobraram, marcaram: Miralles, Cícero, Montillo e Renê Junior.

A próxima batalha pelo inédito tetracampeonato paulista não deverá ser menos difícil. Entrosado e ofensivo, o Mogi Mirim arrasou o Botafogo com uma goleada de 6 a 0 e agora esperará o Santos em Mogi. O time do interior, montado com muito menos dinheiro do que o Santos, mas com mais critério e sabedoria – seu presidente é Rivaldo e seu departamento de futebol é dirigido por ex-boleiros experientes –, parece melhor e mais motivado do que o Alvinegro Praiano, que, no entanto, tem os jogadores mais experientes e, teoricamente, mais técnicos.

Passando pelo Mogi, o Santos terá uma final em dois jogos, cuja segunda partida poderá ser no campo do adversário. Ou seja, não se prevê nenhuma facilidade até a esperada conquista do sonhado tetra. É hora de a torcida jogar mais com o time e empurrá-lo para este feito histórico!

Veja os gols marcados – e perdidos – e a disputa de pênaltis de Santos 1 (4) x 1 (2) Palmeiras:
http://youtu.be/tDf7kRYbJ9Y

O que você achou do jogo contra o Palmeiras e o que espera do duelo com o Mogi?