edu dracena com a torcidarafael - defesa milagrosa
O capitão Edu Dracena – comemorando no alambrado, em foto épica de Ricardo Saibun – fez o gol de empate e converteu o pênalti decisivo; Rafael defendeu as cobranças de Carlos Alberto (foto) e Roni. Dracena e Rafael se tornaram os heróis do Santos na renhida luta contra o bravo Mogi Mirim. Este é o espírito que deve empurrar o time nas duas batalhas que faltam para o tetra!

O único resultado que faria o Santos decidir o tetra em casa aconteceu. Depois de um empate – melancólico 0 a 0 – o Corinthians venceu o São Paulo na disputa de pênaltis e, como aconteceu em 2009 e 2011, será o adversário do Santos na final do Campeonato Paulista. Como teve melhor campanha, o Alvinegro Praiano deverá fazer o primeiro jogo no Pacaembu, no próximo domingo, e decidir o título na Vila Belmiro, no domingo seguinte, dia 19 de maio.

Se fomos tão críticos ao analisar o jogo do nosso Santos contra o Mogi Mirim, não devemos ser complacentes com os times que fizeram o clássico no Morumbi. Uma pelada! – assim se pode definir o embate entre São Paulo e Corinthians, que mostrou dois times amarrados, com mais medo de sofrer gols do que vontade e capacidade de marcá-los.

O clássico que vi me deixou menos pessimista com relação à final. Imaginei que com o futebol que mostrou contra o Mogi o Santos não teria chance na decisão, mas depois de ver o futebolzinho que são-paulinos e corintianos mostraram, acho que é plenamente possível buscar esse tetra.

Mais preocupado com a Copa Libertadores, exausto pela maratona de jogos, o Alvinegro de Itaquera não tem demonstrado a mesma força do ano passado. Com alguns jogadores veteranos e estilo de jogo precavido, a equipe comandada por Tite joga em ritmo lento e aposta em vitórias apertadas. As derrotas para Linense e Boca mostraram que diante de um adversário determinado seu rendimento cai muito.

Local das finais repetirá 2011. Decisão não tem favorito

Nesta segunda-feira haverá uma reunião na Federação Paulista de Futebol para definir os locais dos jogos decisivos. Para a Federação a alternativa mais grandiosa seria realizar os dois jogos no Morumbi, com rendas divididas. Mas logo após o clássico o presidente do Corinthians, Mário Gobbi, aumentou o tom de voz para dizer que nada fará seu time jogar em outro lugar a não ser o Pacaembu. Com isso, o Santos, que prefere os dois jogos no Morumbi, será forçado a fazer a segunda partida na Vila, onde foi campeão em 2011 derrotando o rival por 2 a 1, com grande exibição de Neymar.

Time por time, eu diria que o alvinegro paulistano seria favorito se os dois jogos fossem no Morumbi, onde a qualidade técnica, o fator tático, a confiança e o entrosamento maior da equipe da Capital acabariam sendo decisivos. Porém, como terá a oportunidade de decidir o título na Vila Belmiro, onde vence a maioria das partidas que faz contra o oponente, acredito que o Santos acabará se beneficiando dessa idiossincrasia que impede os corintianos de jogarem no campo do São Paulo.

Mesmo que Montillo não jogue, o Santos precisa querer mais…

No papel Montillo, que sentiu a coxa na partida contra o Mogi, pode ser um desfalque importante nas finais. Porém, se formos nos basear apenas no futebol que tem mostrado, o argentino não fará falta. Patito Rodríguez e mesmo Felipe Anderson, se não tiveram tanto a obrigação de marcar e puderem e concentrar mais no ataque, provavelmente mostrarão mais do que Montillo tem mostrado.

Com a volta de Galhardo, o Santos terá a defesa completa. No meio, Renê Junior, Arouca e Cícero não nomes certos. No ataque, André e Miralles terão a semana para mostrar quem deverá ser o companheiro de Neymar. Eu prefiro o garoto Giva, mas não sei precisar se ele terá condições de entrar no time ao menos na partida da Vila Belmiro.

De qualquer forma, a oportunidade de buscar um tetracampeonato paulista é fantástica. E como quem quer mais acaba ganhando, espero que os santistas queiram esse título com todas as forças. Ele colocará o nome desses jogadores e dos integrantes da comissão técnica na história do Santos e do futebol de São Paulo. Então, que se passe uma borracha nas falhas e nas indecisões até aqui e que o Glorioso Alvinegro Praiano seja um gigante nessas finais!

Reveja os melhores momentos da final do Paulista de 2011:

http://youtu.be/Rz0_TLBfsrM

Você acha que fazer o segundo jogo na Vila pode ser decisivo?