menacicinho
Laterais Mena e Cicinho já estão treinando (Fotos: Ricardo Saibun/ Divulgação Santos FC).

Meu amigo Milton Neves tem mania de dar nota a jogadores e times. Pois vou copiá-lo e dizer que este Santos já merece um 6,5 e está subindo. Creio com este mesmo elenco o Alvinegro Praiano poderá atingir um nível próximo a 7,5, o que já seria suficiente para disputar uma posição no G4 do Brasileiro. Vejamos como o time está servido em cada setor:

Goleiro: Aranha é bom e experiente. Sai melhor do gol e repõe melhor a bola do que Rafael, o ex-titular. Na reserva ainda há Vladimir, que dizem ser bom mas não foi bem quando entrou no time na última oportunidade, e também o jovem Gabriel Gasparotto, bem alto, mas ainda inexperiente. De qualquer forma, acho que não é preciso contratar ninguém para a posição.

Lateral-direito: Cicinho veio para ser titular, e ainda há os jovens Galhardo e Bruno Peres. Sem contar Crystian e Douglas que vieram da base. Tem gente demais. Dá para vender ou emprestar um ou dois.

Zagueiros: Gustavo Henrique e Jubal já estão quase prontos para formar a zaga titular do Santos. E ainda há Edu Dracena, Durval, Neto e o garoto Walace. Está de bom tamanho.

Lateral-esquerdo: Mena veio para ser titular, mas terá uma boa briga com o veterano Léo, que tem boa técnica e muita garra. O problema de Léo é que lhe falta fôlego e resistência, essenciais para a posição. O jovem Émerson Palmieri corre por fora.

Volantes marcadores: Arouca está acima da média para o nível do futebol brasileiro e Alan Santos tem tudo para superá-lo. Ainda há o promissor Lucas Otávio, Renê Junior e Alison. Anderson Carvalho está treinando separado, mas poderia ter outra chance. O setor está bem servido.

Volantes armadores: Leandrinho tem categoria e deve crescer à medida que perde a timidez. O titular Cícero é de regular para bom.

Meias atacantes: Montillo não jogou tudo o que pode, mas está melhorando aos poucos. Está na média dos titulares dos times da Série A do Brasileiro. Pedro Castro é o mais maduro dos Meninos e deve se firmar no elenco. O garoto Léo Cittadini é elegante, tem estilo e personalidade. Pode melhorar muito.

Atacantes: Neilton é uma agradável surpresa. De reserva do Sub-20 passou a titular e destaque do time principal. Victor Andrade deixou de ser escalado por questões extra-campo, mas merecia voltar ao time de vez em quando. Gabriel está amadurecendo para, provavelmente, ser titular. Geuvânio é rápido e bom driblador. Pode atuar bem na faixa que começa na lateral e vai até a ponta-esquerda.

Centroavantes: Giva sai da área, arma jogadas, combate e ainda está lá para marcar gols. É mais participativo do que Willian José, que faz bem a escora para quem vem de trás e é brigador na área. Henrique tem o mesmo estilo, mas técnica inferior.

Quem não deverá ser utilizado: Marcos Assunção veio, principalmente, para transformar em gols as faltas feitas em Neymar. Machucou-se rápido, não tem jogado e muito menos feito gols. Outros que estão de saída são Pato Rodriguez, Guilherme Santos, Dimba e Miralles.

Contratações: leitores deste blog estão falando no jovem Lucas Mugni, argentino que atua no Colon. Sugerem que Miralles seja usado como parte do negócio. Concordo, pois é preciso agora que o Santos se preocupe em ter um jogador de talento e potencial para se tornar ídolo da torcida, ou seja, a cereja do bolo. Trazer jogadores medianos para apenas tirar o lugar dos Meninos é dispendioso, arriscado e, em suma, pouco inteligente. Em vez de gastar dinheiro com várias contratações medíocres, o Santos deveria trazer um só que viesse para ser, mais do que titular absoluto, candidato a ídolo, pois isso seria determinante para se obter mais visibilidade e, o que é essencial, um patrocinador máster.

E você, o que acha do elenco do Santos? Que contratação seria importante?