O Santos está em crise, não se pode negar. Uma hora antes do jogo desta noite torcedores irão se reunir em frente às sociais da Vila Belmiro para pedir a renúncia do presidente Luis Álvaro Ribeiro, do vice Odilio Rodrigues e de todos os outros membros do comitê gestor, maiores responsáveis pela fase instável que o time e o clube atravessam, que culminou com o vexame histórico contra o Barcelona, sexta-feira passada.

Porém, o técnico Claudinei Oliveira e os jogadores, poupados pela maioria dos torcedores da tragédia dos 8 a 0, têm a obrigação de esquecer os problemas extra-campo e jogar com vontade contra o tradicional alvinegro de Itaquera. Uma vitória amenizará a crise, uma derrota a tornará maior.

Sem condições físicas, o recém-contratado Thiago Ribeiro não deverá iniciar a partida. Outros dois recém-contratados, os laterais Cicinho e Mena, também deverão ficar de fora. Claudinei Oliveira continua insistindo com a defesa formada pelos veteranos Edu Dracena, Durval e Léo. Dos Meninos da Vila estão escalados Leandrinho, Neilton e Giva. Mas se o time estiver perdendo e a torcida protestar, é quase certo que o técnico fará entrar mais dois ou três garotos vindos da base, tais como Léo Cittadini, Gabriel, Pedro Castro, Lucas Otávio, Victor Andrade…

O adversário, que esboça uma reação no campeonato, jogará desfalcado de seus artilheiros Emerson Sheick e Pato. Tite deve armar um esquema defensivo que explorará os prováveis erros de marcação do Santos para chegar à vitória. O resultado lógico é o empate, mas se jogar com entusiasmo o Santos terá grandes possibilidades de vencer.

Prováveis escalações: Santos: Aranha, Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Cícero, Leandrinho e Montillo; Neílton e Giva (Willian José). Técnico: Claudinei Oliveira. Corinthians: Cássio, Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Romarinho, Danilo e Renato Augusto; Guerrero. Técnico: Tite.

E você, o que acha que acontecerá esta noite na Vila Belmiro?