Nesta quarta-feira, uma hora antes do jogo Santos e Corinthians, um grupo de torcedores do Santos comandados pelo Rachid está programando uma manifestação pacífica , em frente às sociais da Vila Belmiro, para protestar não só contra o vexame dos 8 a 0, mas também pela forma negligente e incompetente que o clube está sendo dirigido pelo malfadado comitê gestor.

Rachid é um santista que sempre esteve ao lado do torcedor, sempre defendeu aquele que, diante da desorganização do futebol brasileiro, enfrenta mil problemas quando vai ao estádio apoiar seu time. Ele merece a adesão dos verdadeiros santistas. A causa é justa. A humilhação de sexta-feira passada foi a gota d’água. Esse conselho gestor não pode continuar decidindo o presente e o futuro do Santos, além de manchar o seu passado.

Espero que as torcidas organizadas fiquem do lado dos torcedores e não ajam como seguranças do comitê gestor. E espero que a PM de Santos não extrapole as suas funções. Espero, finalmente, que não haja qualquer violência de nenhuma das partes. A manifestação dos torcedores é um direito democrático e deve ser respeitada. O sócio e o torcedor, que mantêm o clube vivo, precisam ser ouvidos.

O Santos está nas mãos de uma elite que usa o clube para benefício próprio. O que a filha do presidente estava fazendo em Barcelona, por exemplo? Por que não levar mais profissionais do futebol, como Bruno Peres e Jubal, ao invés de transformar um jogo importante em uma festa para os parentes e amigos? O que a garota escreveu exprime bem o espírito dessa diretoria, que usa o clube para se divertir, indiferente à paixão e à dor dos verdadeiros santistas.

Quem quiser entrar em contato com o Rachid, o e-mail dele é rachidbrasil@yahoo.com.br

A revanche contra o Barcelona

Em primeiro lugar, estes dois jogos contra o Barcelona jamais deveriam ser marcados. Porém, como foram e como a revanche, no Brasil, terá renda total do Santos, talvez fosse interessante organizar um grande espetáculo nesse jogo de volta. Que o Santos peça emprestado grandes jogadores para esta partida, como os times faziam quando enfrentavam o Santos dos anos 60.

Hoje o melhor futebol está na Europa e o Barcelona o representa muito bem. O Santos e o futebol brasileiro são meros coadjuvantes. Como este Barcelona jamais atuou no Brasil, eu marcaria o jogo para o Maracanã, pediria emprestado alguns jogadores de times do Rio e promoveria um grande espetáculo.

Se com o cancelamento do jogo o Barcelona tivesse de pagar os 4,5 milhões, a conversa seria outra e não valeria a pena fazer a partida, mas como o Santos não ganhará nada se o jogo não for feito, o é ir à luta.

E você, o que acha da manifestação de amanhã e da revanche contra o Barça?